Estilo de vida

Vale a pena guardar cosméticos na geladeira por causa do calor?

Obrigatório não é, mas em alguns casos pode ser vantajoso, sim

Quando chega a temporada primavera-verão, é comum deslocar todos os cremes e géis cosméticos para a geladeira, pensando em poupá-los de possíveis estragos causados pelo calor. Não se trata de uma orientação que esteja escrita nos rótulos ou que seja ensinada pelos dermatologistas; é simplesmente um feeling de que isso é o correto ou algo passado de mãe para filha.

Mas será que realmente vale a pena abrir espaço na geladeira para esses produtos? Para entender melhor essa história, conversamos com as dermatologistas Christiane Gonzaga e Juliana Piquet.

Cosméticos manipulados x cosméticos industriais

“O que tem que ser colocado na geladeira são alguns cosméticos manipulados, independentemente da estação ou da época do ano”, conta Juliana. “Geralmente, quando há essa necessidade, é por causa do conservante da fórmula”.

Christiane destaca que os cosméticos industriais não precisam de refrigeração na maior parte do tempo porque seus conservantes têm componentes de segurança em relação a vários quesitos, entre eles a temperatura. “São produtos formulados para suportar temperaturas entre 5°C e 30°C com a garantia de que não serão prejudicados por micro-organismos e fungos”, diz.

Mas e quando a temperatura excede os 30°C – o que não é nada raro no Brasil? “Eles podem ser colocados em um armário de um cômodo mais fresco da casa. Se não houver essa alternativa, a geladeira é uma boa opção”, responde Christiane.

Benefícios extras do cosmético gelado

As dermatologistas explicam que a ação dos componentes de um cosmético não é alterada pela sua temperatura, mas o fato de o produto estar gelado pode trazer benefícios adicionais para a pele em algumas situações.

“Pensando nas olheiras: o ficar gelado pode ajudar fazendo uma vasoconstrição, ou seja, contraindo os vasos e ajudando a diminuir o inchaço na região”, diz Juliana.

Outro caso é no pós-procedimentos dermatológicos, como um peeling ou uma aplicação de Botox. Para Christiane, “um cosmético geladinho sempre é bem-vindo nessa hora, porque dá um alívio a mais para a pele”.

A dica vale, ainda, para o hidratante corporal pós-praia ou pós-piscina: gelado, ele traz uma sensação refrescante extra para a pele de todo o corpo.

E não há risco de contaminação?

Se estiverem bem embalados e fechados, os produtos de beleza não devem ser contaminados pelos alimentos nem afetar a comida dentro da geladeira. “Os testes para a aprovação de um cosmético são muito rigorosos. Ele não pode soltar componentes pela embalagem nem ter frestas que permitam a entrada de substâncias ou cheiros dos alimentos”, esclarece Christiane.

Por precaução, porém, é bom não deixar os cosméticos muito próximos dos alimentos dentro da geladeira (vai que um dia você não fecha um frasco muito bem, né? sempre pode acontecer). É melhor ter uma gaveta ou um compartimento da porta só para eles. Se a gente determina espaços específicos para as carnes e para os iogurtes, por exemplo, por que não guardar um lugarzinho para cremes e géis?

Nada de esquecer dos cosméticos da geladeira

Uma última ressalva sobre o armazenamento de cosméticos na geladeira é que você não pode esquecer que eles existem. “A gente vê que isso acaba impactando na adesão aos tratamentos. Muitas vezes, a paciente esquece e não usa o que tem que ficar na geladeira”, diz Juliana.

Por isso, caso você precise ou opte por colocar seus frascos e potes na geladeira, tenha disciplina; não deixe de se cuidar só porque os produtos de beleza estão na cozinha. Se precisar, fixe lembretes tanto no banheiro quanto na porta do congelador, combinado?

Notícias relacionadas

Comente

Close