Fique conectado

Natureza

Bombeiros resgatam ouriço em estacionamento da Santa Casa de Tupã

Uma jiboia também foi capturada pela corporação, só que em uma chácara em Parnaso, distrito de Tupã.

Publicado em

132

O Corpo de Bombeiros de Tupã (SP) capturou um ouriço na área urbana nesta segunda-feira (4). De acordo com informações da ocorrência, o animal estava em uma grade no estacionamento da Santa Casa, que tem um área verde próxima.

Funcionários que passavam pelo local chamaram a equipe dos bombeiros que fez o resgate. Como o ouriço não estava ferido foi devolvido à natureza.

O animal foi visto por funcionários que acionaram o Corpo de Bombeiros de Tupã (Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação)

Jiboia

E logo depois do resgate do ouriço, os bombeiros foram acionados para resgatar uma jiboia em uma chácara em Parnaso, distrito de Tupã.

A cobra, de cerca de 1 metro de comprimento, também não estava ferida e foi devolvida à natureza após a captura.

Jiboia foi resgatada em um chácara no distrito de Parnaso (Foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação )

Publicidade

Meio Ambiente

Entrevias soma 177 casos de incêndios, entre Florínea e Borborema

Incidência aumenta entre período de julho e setembro; 101 casos já foram registrados em Marília; campanha Corta Fogo visa conscientizar população sobre o problema.

Publicado em

Do AssisNews
Campanha Corta Fogo visa conscientizar população sobre o problema (Foto: Divulgação)

De janeiro a julho deste ano, a Entrevias Concessionária de Rodovias contabilizou 177 ocorrências de incêndio às margens do trecho sob sua concessão, entre Florínea e Borborema. Para tentar diminuir os casos e conscientizar sobre os problemas que os incêndios podem trazer, a Concessionária integra a campanha Corta Fogo. A ação, que vai até setembro, é coordenada pela ARTESP (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) e conta com o apoio das demais concessionárias que operam no Estado. O programa de prevenção é da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e envolve diversos órgãos, como Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, entre outros.

O tempo seco e a incidência de ventos deste período são fatores fundamentais para a propagação de incêndios. Entre janeiro e julho, foram registrados 101 casos envolvendo fogo em áreas de risco para o motorista no trecho rodoviário de Marília. Em 2017, entre junho e dezembro, foram 293 ocorrências na mesma rota. Em âmbito estadual, no ano passado, foram totalizados 6.063 casos de queimadas nos 8,3 mil quilômetros de rodovias sob concessão, sendo 63% (3.835 ocorrências) nos meses de julho a setembro.

O perímetro urbano das rodovias reúne o maior número de queimadas. “O fogo se espalha com mais rapidez na vegetação seca, gerando uma fumaça muito densa. A conscientização dos motoristas da população é muito importante, principalmente para evitar acidentes”, explica Fábio Ortega, gestor de segurança viária da Entrevias. Em Marília, por exemplo, a área próxima ao km 325 da SP-333 Dona Leonor Mendes de Barros, na região do Posto Gigantão, respondeu por 25 casos de incêndio no ano passado. De janeiro até o dia 24 de julho, já foram anotados 28 ocorrências.

Causas

Uma das principais causas de queimadas nas rodovias é o lançamento de pontas de cigarros, ainda acesos, pelas janelas dos veículos. Outros fatores são a utilização de fogo para limpeza de terrenos, queima de lixo, fogueiras e queimadas para fins agrícolas não autorizadas. Nas faixas de domínio das rodovias, boa parte dos focos é provocada pela própria população vizinha à estrada ou transeuntes, principalmente nas áreas mais próximas aos aglomerados urbanos.

Intensificação

Durante o período mais crítico, a Entrevias vai redobrar a atenção para prevenir e combater as queimadas. As viaturas, que fazem a inspeção de tráfego em todo o trecho concessionado, levam abafadores para iniciar o combate a pequenos focos de incêndios. Também em pontos estratégicos, a Entrevias possui caminhões-pipa para realizar o combate ao fogo. Ainda, há grande interação com o Corpo de Bombeiros, quando a ocorrência é de grande proporção. Como forma de conscientização, a Entrevias vai veicular mensagens educativas e alertas nos painéis de mensagem eletrônica das rodovias e banners da campanha no site da Concessionária.

Segurança

A incidência de fogo nas margens da rodovia compromete a segurança dos motoristas. A fumaça prejudica a visibilidade, mesmo durante o dia, e pode provocar colisões traseiras. Ao avistar indícios de queimada em áreas próximas à rodovia, o motorista pode acionar o atendimento da concessionária pelo 0800 3000 333. Ao volante, deve fechar os vidros do veículo, manter distância segura do carro da frente, trafegar com farol baixo aceso e não parar na faixa de rolamento.

Sobre a Entrevias Concessionária de Rodovias

A Entrevias Concessionária de Rodovias é responsável pela operação, manutenção e modernização do lote Rodovias do Centro-Oeste Paulista, com um total de 570 quilômetros de vias no eixo entre Florínea, na divisa com o Paraná, e Igarapava, na divisa com Minas Gerais.

O contrato de concessão assinado com o governo do Estado de São Paulo prevê investimentos de R$ 3,9 bilhões na restauração de rodovias, ampliação da malha viária e implantação de tecnologias e inovações que contribuem para prestação de serviços de alta qualidade aos usuários. Visite o site da empresa: www.entrevias.com.br. Em caso de emergência nas rodovias ligue para 0800-3000-333

Continue lendo

*

Chuva e vento derrubam estrutura de outdoor em supermercado de Assis

Chuva de granizo acompanhada de vento forte durou apenas 15 minutos, mas conseguiu colocar abaixo uma grande armação de ferro. Alguns carros foram atingidos e ninguém se feriu.

Publicado em

Uma forte chuva de granizo acompanhada de ventos fortes atingiu a cidade de Assis (SP) no fim da tarde desta sexta-feira (16). Apesar de durar apenas cerca de 15 minutos, o temporal causou estragos.

Uma enorme estrutura de ferro que sustentava um outdoor caiu no pátio do supermercado Avenida Max, localizado na Avenida Dom Antônio, atingindo alguns veículos.

Apesar do susto, o Corpo de Bombeiros confirmou que não houve vítimas e nenhum outro ponto da cidade sofreu alagamentos.

Temporal foi rápido e deixou apenas danos materiais (Foto: Arquivo pessoal)

Pelo menos dois carros que estavam estacionados no supermercado acabaram atingidos pelos destroços do outdoor (Foto: Arquivo pessoal)

Continue lendo

Natureza

Sucuri de 11 kg é esfaqueada após comer galinha em Bauru

Réptil de quase três metros de comprimento foi levado pelo Corpo de Bombeiros ao Zoológico de Bauru (SP). Veterinários fizeram cerca de 60 suturas nos cortes.

Publicado em

Equipe do Zoo de Bauru deu 60 pontos na sucuri esfaqueada (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma sucuri verde com mais de 11 kg foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros e levada ao Zoológico de Bauru (SP) após ter sido esfaqueada na zona rural da cidade, nesta quinta-feira (18).

Conforme divulgado pelo zoo nas redes sociais, a cobra tem quase três metros de comprimento e estava com vários cortes.

Ainda segundo o zoológico, o dono de uma propriedade rural ficou bravo depois que a sucuri comeu uma galinha e a golpeou usando uma faca.

Os veterinários limparam os ferimentos e fizeram cerca de 60 suturas nos cortes.

Na mesma publicação, o zoo informou que iria aguardar a recuperação da sucuri e, se ela reagir bem ao tratamento, poderá ser solta em uma área segura.

A Polícia Ambiental informou nessa sexta-feira (19) que foi ao local do ataque e identificou o autor dos golpes na sucuri.

De acordo com o capitão Nílson César Pereira, comandante da Polícia Ambiental na região de Bauru, o homem foi autuado por crime ambiental e multado de forma administrativa em R$ 3 mil. Se o animal morrer, o valor da multa dobra.

O homem também foi enquadrado por crime ambiental, que prevê de três meses a um ano de detenção, além de outra multa.

Zoológico de Bauru recebeu a cobra com vários cortes (Foto: Reprodução/Facebook)

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas