Fique conectado

Famosos

Com câncer terminal, Mister M pede ajuda a fãs brasileiros

Publicado em

78

Quem viveu a virada do milênio no Brasil certamente se lembrará do mágico Mister M, conhecido por aparecer mascarado e revelar seus truques frente às câmeras em quadros que eram exibidos no País pelo programa Fantástico. Em 2007, participou do Tudo É Possível, comandado por Eliana.

Após alguns anos longe dos noticiários, Val Valentino, nome utilizado pelo mágico, reapareceu em entrevista ao Balanço Geral da Record TV na quinta-feira (19) desabafando sobre sua situação financeira e as dificuldades enfrentadas por conta de um câncer de próstata.

“Estamos falando de cinco anos não tendo condições de trabalhar. Eu não podia entrar num avião porque a próstata inchava e eu tinha outros problemas. Eu não tinha energia e não conseguia me apresentar. Então acabei com minhas economias. Ainda tinha que manter a casa, cuidar dos meus filhos, da família”, contou.

Fernando Trezza, amigo do mágico, criou uma vaquinha online para arrecadar R$ 45 mil para um tratamento pré-cirúrgico, e também tem intenções de que Mister M se mude dos Estados Unidos para o Brasil para fazer a cirurgia.

“Nos últimos cinco anos, tive sérios problemas de saúde, e por três anos passei por vários médicos que não conseguiam descobrir o que estava errado. Dois anos atrás, fui diagnosticado com algo muito ruim na próstata – não vou falar o nome. O urologista que descobriu disse que eu teria menos de um ano e que teria que ser operado ou eu estaria morto. A única coisa que ele poderia fazer era cirurgia, quimioterapia, radioterapia, e eu não queria fazer isso”, detalhou sobre o surgimento do problema.

“Perguntei quanto tempo eu teria. Seria um ano. E fui embora do consultório. Não tomei a medicação que ele gostaria que eu tomasse, por causa dos efeitos colaterais, que eram terríveis. Um ano depois do diagnóstico eu estava vivo. Isso foi incrível”, complementou.

Sobre o País, falou em outro momento do depoimento: “Eu me sinto tão abençoado. Eu amo todos vocês, o Brasil sempre foi uma segunda casa para mim. Ou melhor, é minha segunda casa. E seria um lugar onde eu viveria se não morasse nos Estados Unidos”.

Publicidade

Famosos

Regina Duarte critica #EleNão e dá indícios de apoio a Bolsonaro

Publicado em

Do Folhapress
Via MSN
Regina Duarte critica #EleNão e dá indícios de apoio a Bolsonaro (Foto: DR)

Regina Duarte, 71, deu indícios de que participou de ato em favor do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), realizado neste domingo (30), na avenida Paulista, em São Paulo. O evento foi uma resposta a manifestações contrárias ao candidato promovidas por mulheres em todo o país no sábado (29), parte do movimento #EleNão.

Em seu Instagram, a atriz, que é conhecida por ser opositora ao PT, postou dois vídeos que indicam apoio a Bolsonaro.

Um deles mostra pessoas fazendo exercícios no parque Ibirapuera. Na legenda, ela escreveu: “Hoje pela manhã, antes da chuva , foi domingão paulista com parque, manifestação e chuva forte”.

Em outro vídeo, ela gravou imagens da chuva e, na sequência, mostrou uma bandeira do Brasil. Também postou críticas ao PT.

No sábado (29), ela se manifestou contra o movimento #EleNão, que reuniu milhares de pessoas em mais de 30 cidades do país.

Também em seu Instagram, postou uma imagem de um palhaço e a frase: “As ‘Ele Não’ não revelam qual é o ‘Ele sim’ delas”.

Os atos contra Bolsonaro reuniram várias celebridades, como Bruna Linzmeyer, Paula Lavigne, Letícia Sabatella, Sophie Charlotte e o marido, Daniel de Oliveira, Paula Burlamaqui, Nanda Costa, Juliana Alves, Débora Lamm, Françoise Forton, Fernanda Paes Leme entre outros artistas.

Regina Duarte costuma causar polêmica por suas posições políticas. Em 1985, ela apoiou Fernando Henrique Cardoso (PSDB) à Prefeitura de São Paulo. Em 2002, participou do programa eleitoral do então candidato à presidência José Serra (PSDB), quando falou a famosa frase “Estou com medo”, em relação a uma possível vitória de Lula (PT).

Continue lendo

Famosos

Xuxa fala sobre fã que morreu ao recebê-la em aeroporto na Argentina

Publicado em

Agência Estado

Xuxa Meneghel informou por meio de redes sociais que um fã morreu durante a chegada dela no aeroporto internacional de Ezeiza, na Argentina. A publicação foi feita na noite desta quarta-feira, 19.

Hernan Mondragon chegou a ser socorrido, mas não sobreviveu. Ele estava entre os fãs que esperavam a apresentadora no saguão do local. De acordo com a assessoria de imprensa de Xuxa, ela ficou muito abalada ao saber da morte do fã, que sofria de problemas cardíacos.

No perfil oficial no Instagram, a apresentadora prestou uma homenagem. “Quando eu deixei de fazer o programa na Argentina eu fiquei dias com a carinha de Hernan Mondragon na minha cabeça. Sempre que me via era emoção pura. Hoje, na chegada do aeroporto, ele se emocionou tanto que passou mal e inacreditavelmente se foi”, escreveu.

Os seguidores de Xuxa se manifestaram. “Se foi emoção, querida, por estar lhe vendo, ele estava feliz e partiu em paz” e “Que Deus conforte o coração de toda sua família” foram alguns dos comentários. Triste, a apresentadora concluiu: “Meu fã e amigo virou anjo. Meu coração está apertado por não poder fazer nada para tê-lo ao meu lado, desculpe”.

Continue lendo

Famosos

Ratinho quer comprar estação de rádio em São Paulo

Publicado em

Agência Estado
Ratinho quer comprar estação de rádio em São Paulo (Foto: Divulgação)

Carlos Massa, nome de batismo do apresentador Ratinho, tem um império empresarial no Paraná. Lá, é dono de cinco emissoras de televisão e 28 de rádio (Rede Massa e Massa FM). Ratinho está há vinte anos no SBT e pensa no futuro mais como empresário. Agora, quer diversificar ainda mais os negócios.

“Tocar televisão é muito difícil e caro. Quero parar onde estou, mas quero crescer na rádio FM. Estou com 28 rádios e quero comprar uma em São Paulo. Na hora em que aparecer uma no preço, eu compro”, afirmou o comunicador, durante entrevista com jornalistas no SBT nesta terça-feira, 11.

Ele citou o criador da Microsoft, o bilionário Bill Gates: “Perguntaram para ele se o rádio iria acabar. Ele respondeu que, se a internet acabar, o rádio vai noticiar”.

Apesar de todo o sucesso que tem no ramo das comunicações, Ratinho já se aventurou nos negócios. “Todo mundo falava que avestruz seria a quarta carne. Comprei noventa. E comeram até meu relógio! Ganhei um relógio do meu grande amigão Leonardo, brilhante, lindo. Um avestruz deu uma bocada e comeu meu relógio”, lembra.

Para não se preocupar com herança, o apresentador divide o lucro das empresas entre a mulher e os três filhos, por meio de uma holding. “Nada que nós temos é nosso. Todos os carros, fazendas, tudo é da holding e é repartido”, concluiu Ratinho.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas