Marcha em defesa da reforma agrária segue para Cerqueira César

Grupo de 200 pessoas estava acampado em praça central em Iaras, SP. Destino da marcha que saiu de Assis é a Praça da Sé, na capital paulista.

Manifestantes caminham pela rodovia Castello Branco (Foto: Reprodução / TV TEM)

Manifestantes que participam de uma marcha em defesa da reforma agrária e da agricultura familiar, e que estavam acampados em uma praça de Iaras (SP), retomaram o trajeto com destino à capital paulista na manhã desta quarta-feira (18). São aproximadamente 200 pessoas que estão em marcha desde quinta-feira (12). Eles pretendem chegar à São Paulo (SP) no início de julho.

Os manifestantes são trabalhadores sem-terra ligados ao movimento social Força Nacional de Luta (SP). A caminhada começou na última quinta-feira (12), em Assis (SP). O percurso percorrido diariamente por eles é de aproximadamente 20 quilômetros, sempre durante o período da manhã. O restante do dia eles passam acampados. Nesta quarta-feira, os manifestantes permanecem às margens da rodovia Castello Branco (SP-280), em Cerqueira César. Já na quinta-feira (19), eles seguem para a região de Avaré (SP).

Durante a marcha pela rodovia, os manifestantes seguem pelo acostamento durante todo o tempo sob a escolta da Polícia Rodoviária e agentes da concessionária que administra o trecho, portanto, não há interdição da pista.

A marcha reúne integrantes de todo o estado. Na chegada em São Paulo, no início do próximo mês, será feita uma manifestação contra as políticas do governo a reforma agrária e a agricultura familiar.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA