Diretor da Fema fala sobre implantação do curso de medicina durante sessão da câmara

O Diretor da Fundação, Me Eduardo Vella falou sobre o processo que busca implantar o curso de Medicina, na Fema.

Diretor da Fema, Prof. Me Eduardo Vella falou, sobre o processo de implantação do curso de Medicina, durante a Sessão da Câmara (Foto: Toninho Scaramboni)A proposta de implantar um curso de Medicina na Fundação Educacional do Município de Assis – Fema é um projeto, que tem recebido apoio das mais diversas forças e lideranças locais e regionais. A já reconhecida qualidade de ensino superior tem proporcionado a Fundação condições para sua expansão física e acadêmica. Todo crescimento registrado, além de fortalecer a instituição, confere também mais oportunidades de atendimento as comunidades, local e regional.

Com o objetivo de esclarecer sobre como o projeto de implantação do curso está sendo conduzido pela Fema, o diretor da instituição de ensino superior assisense, professor Me Eduardo Augusto Vella Gonçalves participou da Sessão da Câmara Municipal de Assis, na noite da última segunda-feira, dia 14.

O Diretor usou a palavra durante a Tribuna Livre, logo após a votação da Ordem do Dia. Estavam presentes na Sessão, que foi presidida por vereador Paulo Mattioli Junior, os vereadores: Adriano Romagnoli Pires, Alcides Coelho, Alexandre Cobra Cyrino Nicoliello Vêncio, Arlindo Alves de Sousa, Bento Carlos de Oliveira, Claudecir Rodrigues Martins, Cristiano Santili, Edson de Souza, Eduardo de Camargo Neto, João da Silva Filho, José Luiz Garcia, Reinaldo Farto Nunes, Thiago Hernandes de Souza Lima e Valmir Dionizio.

O Diretor iniciou sua fala lembrando a história da instituição e sua importância para o Município. Segundo ele, a Fundação está pleiteando, junto ao Conselho Estadual de Educação-CEE, a implantação do curso de Medicina, por ser este, o órgão responsável pelas autorizações de cursos da Fema. Por ser uma fundação de ensino superior municipal, o órgão, com autonomia para regulamentar os cursos e deliberar sobre as condições de ensino oferecidas na instituição é o Conselho Estadual de Educação, de forma que nenhum curso pode ser oferecido na Fema, sem a autorização do CEE.

“A Fema, enquanto instituição municipal, mantem um vínculo com o Conselho Estadual de Educação, deste modo todos os pleitos de cursos novos devem, necessariamente, passar pelo Conselho Estadual. Neste processo de implantação do curso de Medicina estamos tratando de um sonho, da cidade de Assis, de ter um curso de Medicina e a Fema, como uma instituição municipal, criada pela Prefeitura, tem mais que a vontade, ela tem a responsabilidade de tentar viabilizar este sonho. E é o que estamos fazendo. Estamos trabalhando arduamente para transformar em realidade o sonho do curso de Medicina na cidade de Assis, na Fema, especificamente. Este sonho, de ter o curso de Medicina é nosso objetivo, estamos trabalhando para isso e afirmo, que ele está perto de se concretizar “.

O Diretor ainda explicou as etapas envolvidas neste processo, desde a elaboração do Projeto do Curso, à entrega da solicitação e do Projeto Pedagógico ao Conselho Estadual de Educação, a etapa atual.

“O Conselho está atualmente analisando o Projeto do curso e esta análise tem várias etapas, que passam pela parte formal, documental, que segundo tivemos informação já está concluída. Acreditamos que, em breve deve se iniciar a segunda etapa, que é de avaliação do Projeto do curso em si, ou seja, se as disciplinas propostas, a carga horária, o modelo do curso estão adequados, o que deve ocorrer em agosto”.

Eduardo Vella finalizou sua participação afirmando que, a implantação do curso de Medicina na Fema é um Projeto, que não tem esfera e não tem cor, por se tratar de um projeto da comunidade assisense.

“Quero ressaltar que, o curso de Medicina da Fema é um projeto da sociedade assisense e regional. É um projeto que não tem cor. Ele não é preto, branco, amarelo, azul, verde, vermelho. Não. Ele é um projeto da sociedade assisense e é nesse espírito, que temos conclamado as instituições políticas, Prefeitura, Câmara, sociedade civil, clubes de serviços e a comunidade em geral a nos apoiar e a fazer parte deste projeto”.

Os Vereadores ainda argumentaram com o Diretor sobre as condições de investimento e pediram mais algumas informações sobre a instituição, mas ao final todos ficaram satisfeitos com a apresentação do Diretor da Fema e ainda consideraram o conhecimento e reconhecimento pela instituição municipal de ensino assisense, visto que alguns dos vereadores se declararam, com orgulho, ex-alunos da Fundação.

A Fema tem vivenciado um grande momento de expansão física e acadêmica. Para o Diretor a Fema tem plenas condições de receber um curso da envergadura da Medicina. Considerando que, a Fundação Educacional do Município de Assis é hoje uma instituição sólida, com quase trinta anos de contribuição a educação, com todos seus cursos aprovados e reconhecidos pelos órgãos governamentais, pelo Conselho Estadual de Educação e fundamentalmente pelo reconhecimento do mercado de trabalho, aos profissionais formados pela Fema, principal prova da qualidade do ensino oferecido e do compromisso com a formação profissional.

Para saber mais sobre a Fema acesse, www.fema.edu.br.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA