Encontro Regional da Agricultura Familiar reúne cerca de 300 pessoas em Assis

O evento foi uma iniciativa do Deputado Bragato, com realização da Assembléia Legislativa e apoio do Itesp, Cati e Civap.

Deputado Bragato, Marco Pilla do Itesp, Prefeitos Ricardo (Assis), Jairo (Tarumã), Zacharias (Cândido Mota), Eduardo (Maracaí), vereadores assisenses Alcides Coelho, Timba, Alexandre Vêncio, assessor Oscar Gozzy e o agricultor maracaiense Pedro de Souza.

Cerca de 300 pessoas entre agricultores familiares, representantes de sindicatos, associações e cooperativas, técnicos da Cati, profissionais da área e autoridades participaram na manhã de hoje do Encontro Regional da Agricultura Familiar em Assis.

O evento foi uma iniciativa do Deputado Estadual Mauro Bragato, com realização da Assembléia Legislativa e apoio do Itesp, Cati e Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema – Civap.

O Encontro foi uma inciativa do Deputado Bragato

A abertura do evento foi realizada pelo prefeito de Assis, Ricardo Pinheiro Santana que iniciou sua fala enfatizando seu orgulho pelo município de Assis sediar o evento com tamanha importância e representatividade. Ricardo falou da força da agricultura familiar e parabenizou o Deputado Bragato e o Civap pelo empenho político na busca de recursos e programas em prol do Vale Paranapanema.

Compuseram a mesa de trabalhos o anfitrião e prefeito de Assis Ricardo Pinheiro, deputado Mauro Bragato, o palestrante e diretor do Itesp Marco Pilla, o prefeito de Tarumã e presidente do Civap Jairo da Costa e Silva, o Diretor da Cati/EDR- Assis Cristiano Geller, presidente da Codasp Jairo de Almeida Machado Jr., vereador João da Silva Filho “Timba”,  prefeitos Zacharias Jabur de Cândido Mota, Aristeu Bonfim de Echaporã, Eduardo Correa Sotana de Maracaí, a prefeita de Ocauçu Alessandra Colombo Marana e o vice prefeito de Ibirarema José Benedito Camacho.

O presidente do Civap, Jairo, enfatizou a força do agricultor familiar, da importância da produção dos mesmos para o Estado e País. Jairo falou do grande salto de desenvolvimento que o Programa PPAIS irá proporcionar as famílias produtoras, falou da qualidade incrementada na alimentação de escolas e creches com a aquisição direta dos produtos do pequeno agricultor local. Jairo lembrou dos inúmeros recursos que a região do Vale do Paranapanema tem recebido do Governo do Estado de São Paulo, representado pelo governador Geraldo Alckmin, lembrou dos investimentos nas rodovias da região, citando as obras na SP-333 que devem começar em breve, os convênios do Programa Melhor Caminho que beneficiam o escoamento da produção de tantos agricultores e oferece melhores condições de trabalho aos mesmos e outros que tem promovido à região um status de desenvolvimento diferenciado. Jairo parabenizou o governo do Estado de São Paulo e lembrou que apesar de algumas críticas a região do Vale do Paranapanema tem muito que agradecer ao Governador e a sua postura administrativa, que tanto tem feito pela região e pelo Estado.

Mauro Bragato, o diretor do Itesp Marco Pilla e o presidente da Codasp Jairo Jr. com as autoridades regionais, prefeito Ricardo Pinheiro e prefeito Jairo de Tarumã.

O deputado Mauro Bragato falou da importância do Programa que desburocratizou a venda da produção do pequeno agricultor, que agora passa a ser realizada diretamente com os órgãos estaduais e municipais. Bragato resumiu toda sua admiração e reconhecimento a agricultura familiar contando que certo dia um vereador lhe procurou solicitando uma grande indústria para a região. Bragato contou, que prontamente respondeu ao vereador, afirmando que o Vale Paranapanema já tem uma grande indústria, uma das maiores do país, a indústria da agricultura.

O diretor do Itesp Marco Pilla apresentou o Programa Paulista da Agricultura de Interesse Social.

Marco Pilla, diretor do Itesp encerrou o evento apresentando aos agricultores familiares, representantes de sindicatos, associações e cooperativas o Programa de Agricultura de Interesse Social. Com o programa, no mínimo 30% das verbas estaduais destinadas à compra de alimentos deverão ser utilizadas para adquirir produtos oriundos da agricultura familiar, in natura e manufaturados. Frutas, verduras, legumes e outros alimentos serão utilizados para a produção de refeições em órgãos estaduais como hospitais públicos, presídios, escolas e instituições de amparo social, entre outras. Com isso, essas famílias terão um novo incentivo para continuar investindo na terra, já que terão uma renda garantida, e o Governo passa a ter um canal direto para a aquisição de produtos de qualidade para seu próprio consumo.

O evento reuniu cerca de 300 pessoas entre elas, agricultores, técnicos, representantes de instituições e autoridades.

#MAIS LIDAS DA SEMANA