Produtores vão assumir massa falida da Usina Pau D’Alho, de Ibirarema (SP)

O grupo deverá retomar a moagem a partir de abril de 2018.

O Juiz aceitou os termos do acordo com credores dos antigos donos e vai homologá-lo após o recesso. Oferta de cana da unidade (a ser rebatizada), em Ibirarema, com capacidade para 2 mi/t está assegurada, com cana dos três sócios e da Associação Rural dos Fornecedores e Plantadores de Cana da Média Sorocabana.

Juntamente com dois associados da Associação Rural dos Fornecedores e Plantadores de Cana da Média Sorocabana (Assocana), o presidente Sylvio Ribeiro do Valle irá reativar uma unidade produtiva que estava em falência: a Usina Pau D’Alho, localizada em Ibirarema (SP).

Foram comprados os direitos dessa Usina e, agora, está para sair uma decisão judicial para que a operação comece a ser efetiva a partir do ano de 2018. Já há alguns grupos interessados no trabalho e, em breve, deve ser feito o anúncio do novo nome.

Também será implementado um sistema moderno e uma filosofia de integração do produtor com a usina inspirada na Austrália, que se preocupa com a saúde financeira do produtor de cana.

Nessa semana, alguns modelos de contrato já estão rodando com gestores que irão entrar na fase de recuperação. Em janeiro, a recuperação deverá ter início para que a usina já esteja moendo na safra 2018/19.

“Nós temos cana e os fornecedores estão com a gente. Vamos recompensar essa unidade com uma gestão diferenciada”, disse Valle.

Veja abaixo:

#MAIS LIDAS DA SEMANA