O Brasil e suas mazelas

Por Carlos R. Ticiano

O Brasil atualmente é um país politicamente em decomposição, pois do jeito que esta, não serve de exemplo para ninguém. Na educação, os alunos não respeitam os professores na sala de aulas. Na saúde, a triagem feita pelos atendentes, define quem tem prioridade em morrer primeiro. No transporte, que já é precário e obsoleto, têm seus poucos ônibus queimados. Na segurança, não há policiais suficientes para reprimir tantos ladrões de plantão.  Como diria a atriz Arlete Salles – “Prefiro não comentar!”…

Na política, elegemos candidatos que não valem o feijão que comem, quanto mais para nos representar e reivindicar nossas necessidades básicas do dia a dia. Mas o pior de tudo isso é vê-los legislando em causa própria e de seus partidos, de forma corrupta, desleal, desonesta e vergonhosa.  Como diria o estadista francês Charles de Gaulle – “O Brasil não é um país sério!”…

Não consigo entender esta justiça tendenciosa, que leva preso de forma truculenta um pai de família, por ter roubado uma caixa de leite no supermercado.  Enquanto políticos desonestos são presos de forma respeitosa, por terem recebido propina, desviando bilhões da economia brasileira.  E com a orientação de seus advogados, tenham suas penas reduzidas, em função da delação premiada permitindo que usando apenas uma tornozeleira eletrônica, fiquem em suas residências, como se estivessem de férias.  Como diria o apresentador Fausto Silva – “Urna não é penico!”…

A impressão que eu tenho e que Cabral (navegador/descobridor) fez escola. É um escândalo atrás do outro sendo descoberto pela Lava Jato, à medida que a investigações avançam. Sejam nas licitações em obras públicas, na merenda escolar, nos cargos comissionados, nas prestações de serviços, na produção de bens e de consumo. Como recentemente a Policia Federal deflagrou a operação Carne Fraca.  Como diria o especulador – “Não é a carne que é fraca, e o boi que não está dando mais no couro!”…

E para completar o descaso com a população brasileira, que já sofre com a precariedade nos transportes, na saúde, na educação, na segurança. Vem agora o governo propondo reformas trabalhistas, ou seja, que os empregados e os empregadores se entendam.  Além de propor também reformas previdenciárias, sugerindo que os trabalhadores (homens/mulheres) trabalhem um pouco mais, pela sobrevida do Brasil. Só se esquecem que o trabalhador após certa idade não tem mais oportunidades no mercado de trabalho.  Como diria o humorista Chico Anysio – “E o salário Oh!”…

Resumindo, o Brasil está parado, os órgãos públicos sucateados, os empresários temerosos, os trabalhadores desempregados, a indústria dando férias coletivas, o comércio fechando as portas e os políticos bem renumerados e com uma mordomia de fazer inveja, discussão em favor do povo. Do povo? Ora façam-me um favor. Nem a tal luz no final do túnel, a gente consegue visualizar mais, pois já roubaram até o túnel.  Como diria o jornalista Boris Casoy – “Isto é uma vergonha!”…

VEJA TAMBÉM

Carlos R. Ticiano

Guerras & Epidemias…

#MAIS LIDAS DA SEMANA