Devido à falta de conhecimento, as tomadas de decisões deixam as pessoas de certa maneira inseguras. Normalmente, o cérebro se articula simultaneamente, agindo de uma forma rápida que é mais evidente e emotiva. Outra de uma forma mais lenta que é mais objetiva e precisa. As decisões são tomadas principalmente em cima de experiências adquiridas. Não somos seres perfeitos, daí o risco de acabarmos em situações embaraçosas. A precisão nas tomadas de decisões, não é um dom que somente algumas pessoas possuem.

Na realidade, se tivessem raciocinado um pouco mais, teriam adotado outra estratégica. Isto normalmente acontece tanto na vida pessoal, como na vida profissional. Em decorrência das dificuldades de tomarem uma decisão, acabam por apoiarem-se em suas próprias convicções, sem levar em consideração a opinião das pessoas mais próximas. Isto pode colocar tudo a perder, considerando que as pessoas agem freqüentemente por impulsos, acabando por deixar uma brecha para possíveis deslizes. Vejamos alguns exemplos de decisões…

Enfrentar os desafios para cursar a faculdade em outra cidade.

Conseguir exercer a atividade escolhida.   

Diante de um namoro sério, fazer planos para o futuro.

Adquirir o tão sonhado carro novo.

Começar a planejar o casamento, para viver uma vida a dois.

Recolher as economias para dar o sinal e financiar o apartamento.

Investir no sonho do próprio negócio, abrindo uma franquia.

Realizar a tão sonhada viagem para New York City.

Adiar alguns projetos, para programar a chegada do primeiro filho.

E tantas outras decisões a serem tomadas…

No mundo das decisões, o medo de perder a credibilidade, principalmente se tiver dinheiro envolvido, fazem as pessoas darem um passo atrás, perdendo muitas vezes à possibilidade de serem bem sucedidas.  O medo das pessoas de não serem capazes, acabam muitas vezes por minar as oportunidades, sejam elas em qualquer esfera da vida em que estejam inseridas. O importante é descobrir o que as impedem de seguirem em frente e fazerem o que é preciso para encararem os desafios decorrentes do dia a dia.

Uma solução prática para saber administrar as decisões, sejam elas de origem incontestável, determinada, dramática ou ponderada é acercar-se do assunto e fazer uma avaliação dos prós e dos contra. À medida que se adquire experiência, as pessoas se tornam mais seguras em relação às dificuldades diárias de uma economia oscilante. Todo processo de transição, ajudam as pessoas a conhecerem melhor seus limites e com isso, lidar melhor com suas capacidades, competências e expectativas.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.