O happy hour chegou ao fim…

Por Carlos R. Ticiano.

O carnaval passou e finalmente o ano vai começar. Para aqueles que caíram na gandaia, é hora de curar a ressaca e enfrentar a realidade do dia a dia. Retomar o mais rápido possível a rotina, tomar tenência e encarar os compromissos de frente, sem mais delongas.  A fantasia, já não consegue disfarçar mais a realidade, que ficou espalhada pela avenida, nestes quatro dias de samba, suor e folia.

Esqueça a carta de alforria, que deve ter se perdido no sábado, no domingo, na segunda ou quem sabe, na terça-feira.  Agora é hora de arregaçar as mangas e pôr mãos à obra. Esqueça o réveillon, o champanhe, o horário de verão, a pelada na praia, o chopinho gelado, a garota de biquíni, a água de coco geladinha e o tão badalado carnaval.

Estamos iniciando o “Tempo Quaresmal”, que começa na Quarta-Feira de Cinzas e termina na Quinta-Feira Santa. A cor predominante nestes quarenta dias, segundo a Igreja Católica é a roxa. O momento é de reflexão, ponderação, prudência, recolhimento, meditação, sensatez e circunspeção. Portanto, chega de oba-oba, de comemorações improvisadas, festivas, animadas e alegres demais. Chegando ao ponto muitas vezes, de se tornarem vulgar.

Não temos o privilégio de vivemos em um país encantado, como a jovem “Alice no País das Maravilhas” (Alice In Wonderland). O governo ainda não emplacou e vivemos na expectativa de que as promessas de campanha se realizem, torcendo para que o tiro não saia pela culatra. As contas que ficaram engavetas, agora vão ter que ser resgatadas, revisadas e quitadas. Há! Não se esqueçam do acerto anual de contas, com o tal do leão do imposto de renda. Acho melhor parar por aqui, se não vai acabar dando um curto circuito na calculadora.

Daqui a pouco vamos estar novamente no meio do ano. A partir de Junho, os meses vão descer escada abaixo, sem a menor possibilidade de freá-los. Em num piscar de olhos, estaremos outra vez no mês de Dezembro. E com a chegada do fim de ano, vai começar tudo de novo. Preparativos para a ceia do natal, presentes para o amigo secreto, confraternização da empresa, festa do réveillon, revisão do carro, viagem com a família e tantas outras coisas que vão aparecer de surpresa.

As contas principais de inicio do ano, que já estão relacionadas acima, mais uma vez vão ficar engavetas e trancafiadas a sete chaves, aguardando a sua vez para desfilarem. Enquanto isso, o carnaval vai despontando, chegando, sambando e passando em sua vida. Desta realidade, não tem como fugir. Não tenhas dúvidas! Acredite!…

                                                                                                                 

VEJA TAMBÉM

Carlos R. Ticiano

Guerras & Epidemias…

Carlos R. Ticiano

A triste realidade…

#MAIS LIDAS DA SEMANA