Lá vem Mr. Postman!… (senhor carteiro)

Descendo a rua apressado, sob um sol escaldante de verão, com uma mochila cheia de correspondência para entregar. Num toque sutil e ligeiro, vai abrindo o portão e entrando sorrateiramente, sem se preocupar com o Puppy. Um cachorrinho fofinho que gosta de dormir no corredor do quintal.

Afinal de contas, o importante e que havia uma carta para entregar e talvez acabar, com aquele olhar de espera que havia no rosto de Samantha. Uma jovem bonita, alegre e simpática que vivia sempre a espera, de uma carta do seu namorado. Que permanecera nos EUA, onde reside e trabalha em uma Agência de Publicidade.

Contente com a chegada do carteiro, a jornalista americana, recém chegada ao Brasil, para um período de estágio na redação de uma empresa jornalística, nem percebeu que na carreira em que o carteiro entrava e saia, dia desses, sem querer é claro, pisou levemente na patinha da Pitty. Uma gatinha graciosa que adora ficar deitada no alpendre.

Como qualquer jovem enamorada, Samantha utiliza de todos os meios disponíveis nas mídias sociais, para relacionar-se com seu namorado. Através do smartphone, conversa por horas, manda mensagens e envia fotos diariamente. Mas como toda jovem romântica, não abre mão do prazer de escrever e receber uma “Love letter” (carta de amor).

Lá vem Mr. Postman!…

A passos ligeiros e molhados, sem se importar com a chuva de verão, que caía naquela tarde e deixava a cidade toda molhada. De posse de mais uma carta, vai abrindo o portão e adentrando o corredor. Desta vez, ela o esperava com um belo sorriso no rosto, provavelmente em função das noticias da carta anterior.

Sentada na sala de estar em uma cadeira de pés palito, revestida em patchwork, redigindo um artigo no notebook, Samantha percebeu quando o carteiro entrou apressado. Desta vez, atenta foi logo dizendo: Stop Mr. Postman! (senhor carteiro pare!) Não vá pisar novamente na patinha da Lili, que ainda está dodói. E quando passar pelo corredor em direção ao portão, “please” (por favor) não esbarre em minhas roseiras de estimação.

De passagem marcada, Paul enviou uma mensagem dizendo estar com muitas saudades e que chegará no sábado. Admirado com o que ela descreve sobre o Brasil, ele não vê à hora de conhecer o Cristo Redentor no Rio de Janeiro e o Elevador Lacerda na Bahia. Sem falar é claro do beautiful garden (jardim bonito) que ela cultiva no quintal da casa e que já o conhece por fotos.

O cachorrinho Puppy, como de costume, observa diariamente o entra e sai do carteiro, sem se incomodar, nem ao menos latir. Como que entendesse tudo o que se passava com o coração apaixonado da jovem Samantha. Precavidos, porém, o Puppy já não fica mais no corredor e nem tão pouco a Pitty no alpendre.

Lá vem Mr. Postman!…

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.