Líder a toda prova…

Por Carlos R. Ticiano.

As pessoas que exercem a função de liderança, seja em casa, no trabalho, na comunidade ou em qualquer outro setor da sociedade, são consideradas peça-chave para fazerem a diferença em um ambiente, na busca do sucesso planejado. 

Com relação ao “feeling” a pessoa nem sempre tem certeza, se está no caminho certo ao tomar uma série de decisões. Depois de analisar os prós e contras, se ainda tiver dúvidas, deverá recorrer ao seu feeling. Pessoas despreparadas não conseguem assumir a dianteira, na tomada de decisões, se não tiver visão para idealizar as tarefas propostas.

Com relação ao “feedback” a pessoa ao executar um trabalho, vai obter um resultado, que poderá ser positivo ou negativo. Quando concluído o trabalho, o feedback deve ser utilizado para avaliar o seu desempenho, buscando alternativas, se for o caso, para ajustá-lo. O sucesso de uma empreitada é acompanhar passo a passo, o seu desenvolvimento.

Com relação ao “know-how” a pessoa deve demonstrar que domina o assunto. A tomada de decisão engloba uma série de habilidades, que quando combinadas, permitem alcançar os resultados esperados. O importante é saber que o know-how não é uma receita pronta, que garantirá o resultado esperado. Atitude e aptidão são imprescindíveis.     

O líder tem gostar e mergulhar-se de cabeça no que faz. Se não for assim, não haverá inspiração, motivação e nem tão pouco entusiasmo no trabalho a executar. Deve ser uma pessoa confiável diante das demais, possuidor de um amadurecimento, alicerçado na experiência adquirida ao longo da vida. 

Assegurar conhecimento e ter curiosidade de buscar por inovações, não descartando a possibilidade de uma reciclagem das diretrizes, buscando uma base sólida de informações e alternativas. Não deixando jamais de aprimorar-se, para não ser considerado ineficiente, a ponto de ser descartado por incompetência.

Comprovar acedência e controle, sabendo impor se com suas opiniões, com audácia e despojamento, arriscando se quando necessário. Assumindo com responsabilidade as decisões, independentes se estiverem certas ou erradas. Sem se esquecer, que diante de um questionamento grupal, é essencial ouvir e dialogar. 

Demonstrar ser complacente e estar sempre pronto, para se for o caso, efetuar mudança de rota, sem perder o foco e o objetivo, buscando se necessárias novas opções. Saber comunicar-se é primordial e indispensável nos dias de hoje. Uma das grandes falhas de um líder é não deixar claro o objetivo das metas a serem buscadas.

Normalmente se confundem a posição de um líder com a de um chefe, devido à forma como se apresentam, diante de seus colaboradores. Ao líder, não basta apenas coordenar os trabalhos, mas indicar o caminho a seguir, demonstrando confiança e motivação para a equipe. Assim, não só será respeitado, como atingirá os resultados planejados.

                                                                                                           

#MAIS LIDAS DA SEMANA