Fique conectado

Márcio Alexandre

Parabéns Oscar Bressane

Oscar Bressane, a aproximadamente 50 Km de Assis, completa 65 anos de vida política

Publicado em

260

Estatua do Cristo no trevo de Oscar Bressane

Quarta-feira, dia 24 de abril, Oscar Bressane, a aproximadamente 50 Km de Assis, completa 65 anos de vida política, social, cultural, econômica, administrativa…

Num breve histórico dessa maravilhosa cidade, lembramos que em 13 de novembro de 1933 a sua sede foi transferida do Tabajara (São João do Mirante) para Vila Fortuna, nas proximidades da localização da cidade atual. Em 30 de novembro de 1944 foi denomina de “Amarílis”, nome de uma flor típica desta região na época. Mas, foi em 24 de abril de 1948, que a cidade de Oscar Bressane foi fundada, o nome foi dado em homenagem ao assessor de um grupo de deputados que trabalhava pela emancipação política do município, Oscar Augusto de Barros Bressane, que faleceu naquela época, colocou-se o primeiro e o último nome, por isso, Oscar Bressane.

Na antiga Vila Fortuna, atualmente Oscar Bressane, o chefe do executivo é o jovem e dinâmico Marcos Antônio Elias, o vice, conceituado empresário, João Garcia Filho. Na Câmara Municipal de Oscar Bressane há 3 mulheres, um fato inédito para cidade linda flor “Amarílis”. A mais votada dentre todos foi a Leila Aparecida Bonifacio Giroto, Leila Enfermeira que há vários anos presta relevantes serviços no Centro de Saúde; Outra mulher que também trabalha na Unidade de Saúde é Suzana Aparecida de Souza, Suzana do Centro de Saúde, sempre exerceu sua profissão com esmero, jovem e inteligente e tem muito a contribuir com nossa cidade; Outra do sexo forte, Claudineia Sanchez Girotto Ferreira, Néia da Padaria dedicadamente conseguiu como secretária de cultura colocar a cidade de Oscar Bressane no cenário cultural estadual e nacional; Mauricio Edson Camilo, o Maurícinho é de família agropecuária, no momento atual como comerciário; Valdeci Rodrigues de Lima, o Deci é um experiente legislador, arrisco a dizer que é o vereador que mais cargo legislativo assumiu na história bressanense; Pedro Zurano Filho, Pedrinho tem grandes projetos políticos. Homem de ideal e determinação; Rodrigo Mansoleli, jovem e inteligente, foi no seu primeiro mandado um exímio opositor e fiscalizador, cumprindo seu dever de vereador, que é fiscalizar; Antonio Carlos Reginato, Robertinho, funcionário público construiu uma imagem positiva na prestação do serviço público por isto conquistou seu espaço; Salvador Mansoleli Neto, popular “Do”, é professor de educação física na rede estadual e municipal, já foi vice- prefeito de 1992 a 1996. Também já exerceu por vários anos a vereança e vai continuar contribuindo pela cidade. Citamos os administradores e legisladores acima, mas, quem merece os parabéns é a população bressanense.

Os munícipes dessa pacata cidade têm o privilégio singular de desfrutar de uma imensa e linda riqueza natural. Bressane fica localizada por vontade humana numa microbacia geográfica, cercada por belíssima natureza. O local foi privilegiado por escolha dos seus fundadores, para construírem a cidade, mas, no entanto foi abençoado pelo Deus Criador devido sua beleza natural. A impressão é que Deus Pai colocou aquela cidade com a mão naquela local lindo. No entanto, a maior riqueza de Oscar Bressane é o povo: acolhedor, respeitador e educado.

Mesmo em clima de festa, não devo me furtar de criticar o poder público, pois, Oscar Bressane poderia ter turismo que exploraria positivamente a questão da beleza natural da nossa cidade. Ainda há tempo! Quem sabe o turismo rural com nossas belas matas, cachoeiras e ordenha de leites, seja uma solução para o nosso município tonar-se instância turística, com referência regional, estadual, quiçá nacional.

Encerro afirmando que tenho dois orgulhos: o primeiro, ter nascido em Oscar Bressane, o segundo, morar em Assis por opção profissional. Ou seja, meus orgulhos são ser bressanense por nascimento e assisense por escolha.

Parabéns pelos 65 anos de emancipação política de Oscar Bressane. Parabéns povo bressanense. Povo guerreiro sem ser desordeiro. Povo que labuta sem desanimar. Perde a batalha mais não desiste de lutar, por uma cidade melhor, justa e mais igualitária.

PARABÉNS BRESSANENSES!

Professor de Filosofia. Natural de Oscar Bressane e morador em Assis/SP

 

Publicidade

Márcio Alexandre

Igreja Matriz da Prudenciana é instituída temporariamente Santuário da Fé

Domingo, 03 de março, às 19 horas, na Igreja Matriz da Prudenciana, foi realizada a Celebração Eucarística para Instituição do Santuário da Fé.

Publicado em

Igreja Matriz da Prudenciana é instituída temporariamente Santuário da Fé (Foto: Marcelo José De Oliveira)

Por ocasião do Ano da Fé proclamado por Bento XVI – agora para emérito – na data de 11 de outubro de 2012 avançará até a data de 24 de novembro de 2013 (Festa de Cristo Rei do Universo) para melhor organização deste fecundo momento espiritual a Diocese de Assis decidiu instituir quatros Santuários da Fé, entre eles a Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Prudenciana, como referência da Região Pastoral I, que engloba as cidades de Assis e Cândido Mota.

Domingo, 03 de março, às 19 horas, na Igreja Matriz da Prudenciana, foi realizada a Celebração Eucarística para Instituição do Santuário da Fé. A missa foi presidida pelo bispo diocesano dom José Benedito Simão, concelebrada por padre Luis Alves Araujo (Santuário Nossa Senhora das Graças – Adileta), padre Oldeir José Galdino (Nossa Senhora de Fátima – Prudenciana), serviram o altar os diáconos Airton Costa e Manuel, e o seminarista e cerimoniário Éderson Tiago de Lima e outros seminarista do Seminário São José de Assis.  A missa foi marcada por grandes números de fiéis, a maioria jovens em decorrência da Campanha da Fraternidade 2013, cujo tema é a juventude e a Jornada Mundial da Juventude – JMJ – a ser realizada de 23 a 28 de julho de 2013 na cidade do Rio de Janeiro.

O bispo diocesano, dom Simão, na homilia esclareceu. “Aqui é um lugar preferencial de oração e recolhimento”. O bispo falou sobre a mudança pessoal. “Não existe conversão sem a força da fé. Temos que pensar nossa fé e a fé da Igreja fundamentada no Deus Trinitário”, orientou o religioso com referência ao Ano e Santuário da Fé.

Prosseguindo seu “sermão” dom Benedito fez uma abordagem da mobilização dos jovens no processo de redemocratização do Brasil. “Vocês têm que conhecer a história do seu povo. Muitos jovens morreram lutando” o líder católico provocou os jovens para que os mesmos tenham um protagonismo cidadão.

O Vigário Geral Diocesano e pároco da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, padre Oldeir José Galdino disse. “O Santuário da Fé é graça para a comunidade, cidade e região” comemorou Galdino. “Venham nos visitar” convidou padre Oldeir.

Dentre os diversos frutos do Santuário da Fé não podemos deixar de ressaltar a importância da INDULGÊNCIA que é a remissão das penas temporais, mediante o sacramento da Penitência (Confissão). “Pelas indulgências, os fiéis, podem obter para si mesmos e também para as almas do Purgatório a remissão das penas temporais, consequência dos pecados” (Catecismo da Igreja Católica – 1498). Cabe esclarecer que existem segundo o Catecismo (1471) dois tipos de pecados: os eternos (ofensa a Deus) e o venial (ofensa ao ser humano), este último pode ser perdoado através das Indulgências, frutos de visitas e peregrinações ao Santuário da Fé na Paróquia Nossa Senhora de Fátima.

Visite a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima, localizada na Rua Nivaldo Neves Gusmão, 96, em frente à Praça Principal da Prudenciana, Assis, SP.

Desfrute dessa Graça e Benção!

Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima (Foto: Marcelo José De Oliveira)

Continue lendo

Márcio Alexandre

Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Prudenciana, inicia nesta semana Novena Perpétua das Mãos Ensanguentadas de Jesus na Capela Nossa Senhora Aparecida, no Colinas

Por Márcio Alexandre

Publicado em

A Paróquia Nossa Senhora de Fátima, por meio do seu Grupo de Oração Fonte de Vida (RCC) convida todos para participarem da poderosa “Novena das Mãos Ensanguentadas de Jesus” que terá início no dia 22 de fevereiro, sexta-feira, às 19h30min., no Park Residencial Colinas, setor 10, na Capela Nossa Senhora Aparecida, Prudenciana, Assis, SP.

Capela Nossa Senhora Aparecida, no Colinas (Foto: Reprodução)

Sandro Aparecido Rodrigues, que exerce a função de coodenador do Grupo de Oração, ligado à RCC, falou sobre a importância da oração da Novena. “É praticarmos nossa fé em Jesus e colocarmos em prática o que nos pedi a tradição da Igreja. Nada mais que um exercício de fé em Jesus”, lembra.

O servo do grupo comentou, também, sobre os frutos da oração da Novena Perpetua e destacou que: “Além da evangelização e do anúncio das Boas Novas, temos também muitos testemunhos de curas e milagres, através das Mãos Ensanguentas de Jesus”.

Sandro mencionou alguns milagres por meio da novena: “Em especial cura interior: pessoas que conseguiram perdoar. Ver Deus de forma diferente. Um Deus de Amor, que cura das drogas, do álcool, do cigarro, da depressão, e muitas curas físicas”, enumerou.

Por fim, “Ninguém pode perder essa oportunidade de com Cristo sentir que Deus nos ama incondicionalmente”, partilhou Rodrigues.

“Vamos juntos suplicar o poder de Deus em nossas vidas”, concluiu o coordenador do grupo de oração Sandro Aparecido Rodrigues e reconvidou: “Vamos participar da poderosa Novena das Mãos Ensanguentadas de Jesus que terá início no dia 22 de fevereiro, sexta-feira, às 19h30min, no Park Residencial Colinas, setor 10, na Capela Nossa Senhora Aparecida, Prudenciana, Assis, SP”.

Continue lendo

Márcio Alexandre

RENÚNCIA DO PAPA BENTO XVI

O papa Bento XVI teve a coragem de poucos: a de admitir que é limitado para exercer determinadas funções.

Publicado em

A notícia da renúncia do papa Bento XVI, num primeiro momento soa como fraqueza, mas, num olhar evangélico e profundo este ato simboliza muita coragem e humildade.

Somente pessoas de personalidades e espírito corajosos conseguem quebrar os paradigmas e mudar a história. Jesus rompeu paradigmas: Curou no sábado, descumprindo um preceito judaico que proibia qualquer atividade neste dia; Jesus sentou-se à mesa junto com os pescadores; Não condenou a adultera, o que seria comum para aquela época; Tocou e curou os leprosos, algo indigno para o período. Jesus foi um “quebrador” dos legados humanos em favor de um bem maior, que foi a instalação do Reino de Deus e consequentemente o curso da história humana.

Rememoro a história de Hans Cristhian Andersen “A Roupa Nova do Imperador”, que relata que havia um Imperador apaixonado por roupas novas. Dois vigaristas chegaram ao Império, fingindo serem tecelões e dizendo que produziam as mais lidas roupas e além de belíssima, tais roupas, poderiam desvendar se as pessoas tinham condições de exercer suas funções, distinguindo assim os tolos dos inteligentes. Quem consegui ver o tecido era competente, mas, quem não via era incompetente, segundo os charlatães. O Imperador pagou os falsários antecipado com o mais puro ouro. Os vigaristas fingia tear. O Imperador mandou então o primeiro ministro verificar o serviço, o representante do imperador mesmo não vendo nada fingia ver a mais esplendorosa peça, com medo que descobrissem que não era digno de exercer o cargo. Assim sendo cada vez mais os vigaristas pediam mais dinheiro.

O imperador enviou outro fiel cortesão. Mesmo não vendo nada o palaciano também afirmou que estava lindo com medo de descobrirem que ele não era digno de exercer a função. O Imperador também foi observar o tear. E qual não foi a sua surpresa ele mesmo não vendo nada afirmou que estava fabuloso, com medo de descobrirem que ele não era digno de exercer o cargo do Imperador. Todos não viam nada, mas, devido o medo de perder suas funções, afirmavam que viam uma bela confecção. E os que acompanhavam pediram para que eles confeccionassem uma roupa daquele “tecido” para a procissão imperial. E o mandatário ainda condecorou os vigaristas com “Cavaleiros Tecelões”. Os charlatães continuaram fingindo que estava confeccionando. E assim foi feito, no dia da investidura um dos palacianos ergueu o braço fingindo vestir no imperador a pseudo-vestimenta, e o chefe olhava no espelho sua linda indumentária imaginária. O Imperador ainda comentou que a roupa era levíssima. Os camaristas fingia erguer a roupa do imperador. Todos comentavam que a roupa era linda e maravilhosa, mesmo sem ver nada, como medo de descobrissem que eram incompetentes.

O papa Bento XVI teve a coragem de poucos: a de admitir que é limitado para exercer determinadas  funções.

Se mais pessoas tivessem a coragem e a humildade do cardeal Joseph Ratzinger a Igreja e o mundo seriam substancialmente melhor.

Professor de Filosofia. Morador da Prudenciana.

[email protected]

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas