Que a imprensa Brasileira em sua maioria parece uma prostituta isso todo mundo concorda, mas se ficasse só na prostituição estava bom, mas o negócio também é controlar  a cabeça do cidadão através de matérias que não somam absolutamente nada e ainda corrompe o comportamento do cidadão, em especial daqueles cuja preguiça se resume em ler o título das matérias para soltar a coleção de pérolas nos comentários.

Queremos ficar informados, mas muitas vezes é melhor ficar sem informação, em muitos sites de notícias, o que menos se encontra são informações úteis, uma hora é a família do presidente, outra hora é a ministra e sua filha indígena, uma hora é o motorista e assim vai um escândalo por dia.

A bola da vez, a Ministra Damares, está sendo crucificada de cabeça para baixo num formigueiro coberta de mel por ter adotado uma criança indígena, de uma tribo que tem como costume enterrar recém nascidos vivos, falam que ela sequestrou, que levou a criança sem o consentimento dos pais e toda aquela papagaiada digna de um programa “Casos de Família”, mas com um detalhe, 15 anos depois ? Mas lógico, se Damares continuasse sendo mais uma mulher singular no meio social, de boas, porém como Ministra e “colocando” a casa em ordem, já sabe né, a imprensa imparcial que aplaudia Dilma quando essa saudava a mandioca ou queria estocar vento, agora desce a lenha porque não tem mais dinheiro do governo, cá pra Nós, só pagando mesmo pra elogiar duas figuras toscas como Lula e Dilma.

Pois bem, não vi a mesma militância criticar Bruno Gagliasso que foi na África adotar uma criança, que aliás é um gesto lindo, porém com os orfanatos Brasileiros lotados não seria necessário gastar tanta gasolina para fazer um anjinho feliz , não é ? O que eu quero dizer antes que me arremessem pedras, é que não importa o que você faz e sim o lado que você está, pois a imprensa sempre vai estar a espera de um próximo escândalo para massacrar e ruminar o pobre pecador causador do olho do furacão , mas sem perceber que o saco do cidadão que pensa, não tem mais espaço pra essa patifaria.

O descrédito está tão grande por parte de quem pensa quanto a imprensa, que o presidente foi eleito fazendo campanha pelo WhatsApp e facebook, sucursais com seu exército de repórteres trabalharam duramente para cavar uma Val do açaí ou um Queirós ou qualquer coisa para tentar impedir que alguém decente sentasse na cadeira de presidente, única e exclusivamente para não perder a grana que o partido vermelho dava para abafar as coisas mais cabeludas como a Refinaria sucateada nos EUA comprada por mais de um bilhão de dólares no maior esquema de lavagem de dinheiro, ficasse apenas como um contratempo do Governo, culpa do Cerveró.

A teta secou, quando as verbas da propaganda oficial deixaram de ser dadas aos baldes, a galerinha pirou, afinal, como vão sobreviver? Se for pelo conteúdo vão passar fome, e a coisa tá tão feia para a galera lacradora, que nem mais o respeito, tem.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.