Fique conectado

Brasil

Governador Alckmin lança a Guia de Trânsito Animal Eletrônica

Obrigatório para o trânsito de animais, documento poderá ser obtido pela internet; novidade vai beneficiar milhares de criadores paulistas

Publicado em

180

Governador Geraldo Alckmin lança a e-GTA – Guia de Trânsito Animal Eletrônica

O governador Geraldo Alckmin lançou nesta terça-feira, 11, durante o II Encontro Estadual de Defesa Agropecuária, em Campinas, a e-GTA – Guia de Trânsito Animal Eletrônica. A novidade vai beneficiar milhares de criadores paulistas, que poderão solicitar e imprimir a guia pela internet, sem ter que comparecer pessoalmente a uma unidade da Defesa Agropecuária a cada vez que forem realizar o transporte de animais.

“É um grande ganho. O produtor rural tinha que ir até a Casa de Agricultura, às vezes em outra cidade, para tirar uma guia de transporte. Agora, ele vai fazer tudo pela internet, pode emitir a guia da sua casa, não perde tempo e não gasta dinheiro”, afirmou o governador.

A ação faz parte do sistema informatizado Gedave (Gestão de Defesa Animal e Vegetal), desenvolvido pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento em parceria com a Prodesp. “O produtor comparecerá a uma unidade da Defesa Agropecuária para fazer o cadastro como usuário e receber uma senha, com a qual poderá acessar as informações, fazer o cadastro da GTA que será emitida e informar a movimentação dos animais, tudo com muito mais comodidade, facilidade e rapidez”, afirmou a secretária de Agricultura, Mônika Bergamaschi.

Além disso, a implantação da e-GTA trará uma série de benefícios, como um maior controle de pragas e doenças pelo serviço oficial de defesa, melhor gestão da rastreabilidade do trânsito de bovídeos e melhor controle sanitário do rebanho paulista. Para ter acesso ao novo sistema, o criador precisa estar com a vacinação do rebanho e as obrigações sanitárias em dia.

Por enquanto, a GTA eletrônica não estará disponível para movimentação de bovídeos para reprodução, leilões que não sejam de rebanho geral e para fora do Estado. O motivo é que, para esses casos, há necessidade de validação, pelo órgão oficial, dos exames de brucelose e tuberculose, que inicialmente não estarão disponíveis no sistema Gedave.

A Apta (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios) recebeu 16 novos tratores e implementos agrícolas

Entrega de veículos, máquinas agrícolas e matrizes de morango
Durante o evento, o governador Geraldo Alckmin e a secretária Mônika Bergamaschi entregaram 165 veículos para a renovação da frota da Defesa Agropecuária. Os novos carros serão usados pelos técnicos nos trabalhos de defesa, prevenção e fiscalização em todo o Estado. O investimento foi de mais de R$ 5 milhões.

A Apta (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios) recebeu 16 novos tratores e implementos agrícolas, que serão usados em suas unidades de pesquisa. As novas máquinas fazem parte do programa de revitalização dos institutos, que recebeu mais de 4,3 milhões de reais de investimentos.

Foram anunciados ainda investimentos da ordem de R$ 19 milhões para a realização de obras de construção de novas unidades da Defesa Agropecuária e reformas em estruturas já existentes.

A Associação de Produtores de Atibaia, Jarinu e região, formada por mais de 40 produtores, recebeu quatro mil matrizes de morangueiros, desenvolvidas pelo Laboratório de Produção de Matriz da Cati (Coordenadoria de Assistência Técdnica Integral), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

As novas matrizes vão permitir a produção de cerca de 1,7 milhão de mudas, que serão destinadas ao plantio final, promovendo um aumento significativo da produção de morango da associação.

Sobre o II Encontro Estadual de Defesa Agropecuária
O evento reúne profissionais da área de defesa animal e vegetal, de extensão e pesquisa, além de instituições públicas e privadas ligadas ao setor. Neste ano, o encontro tratou da contribuição das ações de defesa agropecuária na economia do Estado de São Paulo e os impactos do trabalho na proteção dos rebanhos e culturas, proteção do solo agrícola, do meio ambiente e da saúde do consumidor.

Publicidade

Brasil

No hospital, menina que sofreu queda de 25 metros sonhou que caía

A suspeita é de que Clara Pereira, 10 anos, teve episódio de sonambulismo. Ela segue internada, em estado estável, mas sem previsão de alta.

Publicado em

Do Metrópoles
WALLACE PAES/ARQUIVO PESSOAL
WALLACE PAES/ARQUIVO PESSOAL

Clara Pereira, de 10 anos, não lembra como caiu do 9º andar de um prédio no bairro Heliópolis, na Região Norte de Belo Horizonte (MG). O episódio ocorreu há uma semana. Segundo o pai, Wallace Paes, a criança pergunta “todos os dias como foi e de onde”.

A suspeita é de que a menina teve um episódio de sonambulismo. Segundo o pai, no hospital Clara sonhou que estava caindo. “Acordou assustada e chorando”, disse.

A menina passava o feriado de 12 de outubro no apartamento de um casal de primos. No início da madrugada de domingo (13), após bater em telhas, Clara foi encontrada caída dentro da área privativa do 1º andar do edifício.

Com a queda de 25 metros, ela quebrou a perna e o braço esquerdos, além de uma fratura no rosto, do mesmo lado. No mesmo dia da queda, a criança foi submetida a duas cirurgias para reconstruir o braço e o queixo. O procedimento durou cerca de 12 horas.

O estado de Clara é estável, mas ainda não há previsão de alta. A menina segue respirando com ajuda de aparelhos e sente dores devido às fraturas.

A Polícia Civil cuida do caso. O laudo para apurar o que ocorreu deve ficar pronto em menos de 30 dias.

Continue lendo

Brasil

Menino de três anos tem parte do pênis amputada após cirurgia de fimose

Família acredita que ocorreu erro médico. O cirurgião que realizou o procedimento foi encontrado morto em casa dias depois .

Publicado em

Do Jornal de Brasília

Um menino de três anos teve parte do pênis amputada após fazer uma cirurgia de fimose. O pai da criança contou que o cirurgião não admitiu e só teve a confirmação quando transferiu a criança para outro hospital, que a submeteu a uma cirurgia de reconstrução da parte que sobrou do membro.

O cirurgião responsável pela fimose, que é a retirada de excesso de pele do pênis, morreu em casa dias após o acontecimento. A confirmação da morte do médico foi dada pela prefeitura de Malacacheta-MG, cidade onde ocorreu o caso.

A secretaria de Saúde informou que, além do cirurgião, ainda participaram do procedimento um anestesista, um enfermeiro, um instrumentador e dois circulantes de sala. A secretaria disse ainda que solicitou a abertura de um procedimento administrativo.

De acordo com o pai, após pedir para enfermeira trocar o curativo, não conseguiu visualizar o membro. Ele conta que deixou o filho no hospital e a mãe dele ficou como acompanhante. Ele foi para uma reunião e quando retornou, soube que tinha algo errado. A cirurgia que deveria ter durado uns trinta minutos levou cerca de quatro horas.

Ainda segundo ele, quando tirou o primeiro esparadrapo, tinha uma gaze enrolada simulando o pênis do filho, e tudo muito ensanguentado. Quando ele levantou a gaze, não tinha pênis visível. O pai conta que ficou desesperado.

O pai teria chamado o médico de plantão, porque o que tinha operado a criança, teria ido embora, e ele falou que não podia avaliar porque não tinha participado da cirurgia.

Ele procurou o prefeito e o secretário de saúde do município. Segundo ele, mostrou a foto do filho e questionou o secretário, que continuou dizendo que estava tudo bem. Horas depois, o médico que realizou a cirurgia apareceu e disse que estava tudo normal, que quando o pênis desinchasse, ele conseguiria ver o pênis do filho.

Como a criança continuava a reclamar de dores, no dia seguinte o pai assinou um termo de responsabilidade e transferiu a criança para outro hospital.

Na nova unidade, o menino passou por dois novos procedimentos para avaliar o estado em que se encontrava e, em seguida, para a reconstrução do pênis. O pai conta que o laudo do segundo hospital apontou que houve laceração do prepúcio do menino e diz que somente no futuro poderá saber se o filho poderá recorrer a uma prótese.

A conta no hospital ficou quase R$ 10 mil e o pai diz que precisou pegar dinheiro emprestado para pagar, pois não recebeu apoio ou assistência do município no primeiro momento. Apenas depois do caso repercutir na mídia, a Prefeitura ressarciu os custos da segunda internação.

O crime está sendo apurado como lesão corporal. De acordo com a polícia, os familiares já foram ouvidos e agora membros da equipe de cirurgia serão ouvidos. A intenção é apurar se o erro foi apenas do médico que o operou ou mais pessoas teriam contribuído para os danos sofridos pela criança.

Continue lendo

Brasil

Carro desaparecido é encontrado com sete pessoas mortas

Carro com as vítimas – 6, da mesma família – estava sumido desde a noite de domingo, e foi achado no interior de uma vala em Pindamonhangaba

Publicado em

Do Metrópoles
FOTO: DIVULGAÇÃO/CORPO DE BOMBEIROS

Sete pessoas, entre elas duas crianças, foram encontradas mortas na manhã desta segunda-feira (07) no interior de um automóvel acidentado, na zona rural de Pindamonhangaba, interior de São Paulo.

O carro com as vítimas – seis da mesma família – estava desaparecido desde a noite de domingo (06). O veículo foi encontrado por volta das 6h no interior de uma vala com água, à margem da Estrada do Sapucaia, que liga a cidade ao bairro do Ribeirão Grande. Segundo a Polícia Militar, todos os ocupantes já estavam mortos, a maioria por possível afogamento.

Segundo a PM, na manhã de domingo, o motorista Douglas Fabrício, de 26 anos, e sua esposa, Angélica Mathias, de 27, decidiram levar suas filhas, de 6 e 8 anos, para brincar em um rio, no bairro rural. Os pais de Angélica e um vizinho de 36 anos também foram convidados e seguiram no mesmo veículo, um Volkswagen Gol. À noite, eles não chegaram de volta às suas casas e os familiares iniciaram as buscas.

Um parente encontrou o carro parcialmente submerso em uma vala, na estrada terra de acesso ao bairro. Conforme a Polícia Militar, exames no local indicaram que o veículo capotou e caiu na vala. Equipes do Corpo de Bombeiros fizeram o resgate das vítimas. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Pindamonhangaba. Os exames devem indicar a provável causa das mortes. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar as causas do acidente. O carro foi retirado da vala e vai passar por perícia.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas