À meia-noite de hoje, os relógios devem ser atrasados em uma hora. Após 119 dias em vigor, o horário de verão termina em 11 Estados e no Distrito Federal. A medida provocou a redução de 4,5% no consumo de energia no horário de pico em todo o País, segundo o governo federal. Quem pretende utilizar aviões ou o serviço de transporte público entre hoje e amanhã deve ficar atento à mudança no horário.

A diminuição na demanda por eletricidade no horário de pico foi de cerca de 2.477 megawatts (MW), ou 4,5% do consumo do País, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Ano passado, quando o horário de verão durou duas semanas a mais, a redução no consumo foi de 2.555 MW. Ainda segundo o ONS, como as usinas termelétricas estavam em pleno funcionamento, a medida contribui para recuperar os reservatórios de água das hidrelétricas.

O governo calcula que cerca de R$ 200 milhões deixaram de ser gastos no período, de acordo com nota divulgadapelo ONS.

Na região de Assis, onde a concessão é da Vale Paranapanema, a expectativa inicial se manteve, ou seja , houve uma redução no consumo de energia 0,4%, o equivalente à diminuição de uma hora por dia do uso da iluminação residencial devido à maior utilização da luz natural: ” Foi uma economia de energia que possibilitou abastecer durante um mês, uma cidade com 20 mil 679 habitantes”, disse o gerente regional da Vale Paranapanema, José Maurício Falqueiro.

Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

‘Foi coisa do Satanás’, diz pastora depois de ser flagrada em motel

Marido flagrou esposa em motel com pastor de Campo Grande.

Senado aprova ampliação de divulgação sobre jovens desaparecidos

Projeto volta para análise da Câmara.

Governo lança material para prevenção da peste suína africana

Brasil está livre da doença que não tem cura ou tratamento.