Confraternização de firma termina em tragédia familiar

Vítima foi morto a tiros pelo irmão. O autor dos disparos foi desarmado por um funcionário e, então, fugiu a pé.

Os irmãos Matteo Petriccione Jr. e Marcelo Petriccione: morte com três tiros (© Veja SP)

Uma festa da firma terminou em tragédia familiar. Na madrugada de sábado (23), dentro de uma concessionária de luxo especializada em carros Mercedes-Benz, no bairro da Casa Verde, ocorreu uma discussão entre os irmãos e sócios Matteo Petriccione Junior, de 35 anos, e Marcelo Petriccione, de 49. A briga se deu depois da confraternização da empresa. Segundo o boletim de ocorrência, Junior efetuou três disparos no irmão, que foi levado ao Hospital Santana, mas não resistiu. O autor dos disparos foi desarmado por um funcionário e, então, fugiu a pé.

Segundo dados do BO, após a festa, parentes começaram a procurar por Matteo, quando o encontraram dormindo em uma sala da oficina, no andar superior. Ao acordar, ele começou a discutir com o irmão, e iniciou uma luta física – quando Matteo acabou dando uma cabeçada no nariz de uma tia de 71 anos.

Marcelo Petriccione foi campeão brasileiro de kart nos anos 80 e 90. Ele deixou mulher, com quem estava casado há 23 anos, e três filhos. O enterro ocorreu na tarde de sábado mesmo. “Não existem palavras de conforto, nada que aplaque a dor imensa de perder um pedaço importante de mim… Oro para Deus me dar força e iluminar a minha família!! Estamos, literalmente, juntando os cacos para recomeçar”, postou a esposa da vítima em seu perfil no Facebook.

#MAIS LIDAS DA SEMANA