Fique conectado

Brasil

Burger King lança campanha de conscientização para quem pretende votar em branco

Sanduíche criado especialmente para a campanha, Whopper em Branco, mostra aos brasileiros o que acontece quando você abre mão do seu direito de escolha. Ação impactou mais de 7,5MM de pessoas neste fim de semana.

Publicado em

340

Ação impactou mais de 7,5MM de pessoas neste fim de semana (Foto: Divulgação)

Com objetivo de gerar uma reflexão sobre a importância de um voto consciente nas eleições, o BURGER KING® lança uma campanha ousada e irreverente: o Whopper em Branco.

Já imaginou receber um sanduíche que leva apenas pão e cebola, ou só picles, ou nem sequer levar pão? Esse é o Whopper em Branco, sanduíche criado especialmente para a campanha, que as pessoas receberam após responder que pretendiam votar em branco nas próximas eleições, em ação gravada na Av. Paulista em frente a uma loja da rede. Para enfatizar a ideia, a embalagem trazia a mensagem: votar em branco é o mesmo que abrir mão do seu direito de escolha; e quando alguém escolhe no seu lugar não dá para reclamar do resultado.

Como forma de dar continuidade à discussão, no sábado, 29, a marca publicou nas suas redes sociais conteúdos convidando as pessoas a responderem se pretendiam votar em branco. Pessoas que interagiram com a ação confirmando essa opção de voto, receberam o produto em casa. Ainda, no domingo, 30, o filme da ação gravada com os consumidores foi lançado no intervalo do debate dos candidatos, promovido pela emissora Record, e postado nas redes sociais da marca.

Em menos de 12 horas de estreia os resultados foram surpreendentes. Mais de 41 mil menções totais, 1,6 milhão de visualizações, 48k de compartilhamentos e quase 90% de menções positivas. Além disso, a marca Burger King foi trend topics no Brasil e no mundo. A campanha usa as hashtags #VotoemBranco e #BKemBranco.
“No BURGER KING® você pode pedir o hambúrguer jeito que você gosta. Nessa campanha, quisemos trazer através do nosso carro chefe, o Whopper, o que acontece quando você abre mão do seu direito de escolha e deixa outra pessoa escolher por você”, afirma o diretor de marketing e vendas Ariel Grunkraut.

A marca ainda enfatiza que não apoia nenhum candidato e isso não faz parte de nenhuma campanha eleitoral. “Somos uma rede de fast-food profundamente inserida nos países onde atuamos e estamos atentos ao papel de promoção das responsabilidades sociais. Recebemos em nossos restaurantes aproximadamente 150 milhões de pessoas todos os anos, e isso nos possibilita ser uma antena da sociedade, antecipar tendências e fazer parte de mudanças importantes”, complementa o diretor.

Brasil

Partes do corpo de um bebê são encontradas na rua em cidade do RS

Segundo o delegado Maurício Barison, a cabeça do bebê foi encontrada primeiro por cachorros de rua dentro de uma casa em construção.

Publicado em

Do Metrópoles
Partes do corpo de um bebê são encontradas na rua em cidade do RS (Foto: Reprodução/O Repórter)

A polícia encontrou partes do corpo de um bebê em Cachoeirinha, na região metropolitana de Porto Alegre (RS), nessa sexta-feira (23). A criança tinha cerca de uma semana de vida e os investigadores trabalham para identificar a mãe dela. As informações são do jornal local O Repórter.

Segundo o delegado Maurício Barison, a cabeça do bebê foi encontrada primeiro por cachorros de rua dentro de uma casa em construção. Os animais a levaram para o meio da rua, o que chamou a atenção dos vizinhos. Em seguida, os policiais encontraram um braço, a placenta e peças de roupas, além de marcas de sangue. Há indícios, de acordo com o responsável pela investigação, que os cortes tenham sido feitos com uma faca.

Com o objetivo de encontrar a mãe da criança, todos os hospitais da região foram alertados para que informem se uma mulher com hemorragia de aborto ou parto tenha dado entrada na unidade. Até o momento, duas situações foram comunicadas à polícia, em Gravataí, mas descartadas em seguida pelos investigadores.

O delegado também pediu a análise do DNA do sangue encontrado à perícia para tentar identificar o autor do crime.

Continue lendo

Brasil

Criança é agredida e tem o corpo queimado dentro de uma casa em Londrina, diz polícia

Dois homens, parentes da vítima, foram presos suspeitos do crime. Situação ocorreu nesta sexta-feira (23).

Publicado em

Do G1
Criança foi agredida e teve o corpo queimado dentro de uma casa em Londrina (Foto: Alberto D'Angele/RPC)
Criança foi agredida e teve o corpo queimado dentro de uma casa em Londrina (Foto: Alberto D'Angele/RPC)

Uma criança de 7 anos foi agredida e teve o corpo queimado por um parente em Londrina, no norte do Paraná, nesta sexta-feira (23). Segundo a Polícia Militar (PM), dois homens suspeitos do crime foram presos.

As agressões e o incêndio ocorreram em uma casa localizada na Rua Caviúna, no Jardim Leonor, na zona oeste do município.

A PM diz que vizinhos ouviram os gritos e foram até a casa para socorrer a criança. Utilizaram uma mangueira para apagar o fogo no corpo dela. No imóvel foram encontrados tufos de cabelos espalhados pelo pátio.

A polícia diz que um dos suspeitos, apontado como autor do crime, estava, aparentemente, em surto psicótico. O outro suspeito disse à polícia que não viu qualquer briga e não sabe porque o crime aconteceu.

Os bombeiros informaram que a menina teve cerca de 80% do corpo queimado. Ela está sendo levada ao Hospital Universitário.

Uma testemunha, vizinho do imóvel, contou que ele e a mulher ouviram a menina gritando muito. O irmão do agressor chegou na casa e tentou conter as agressões. Enquanto vizinhos socorriam a menina, que já estava com o corpo queimado, o outro homem segurava o agressor.

A menina morava com a mãe.

Dois homens foram presos suspeitos do crime (Foto: Alberto D'Angele/RPC)

Dois homens foram presos suspeitos do crime (Foto: Alberto D’Angele/RPC)

Continue lendo

Brasil

Pai deixa carta antes de matar filho de 2 anos e tirar a própria vida

Segundo investigações, ele e a mãe da criança estavam cogitando uma separação, mas Evandro não estava satisfeito com a situação.

Publicado em

Do Metrópoles
Pai deixa carta antes de matar filho de 2 anos e tirar a própria vida (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil de Patos de Minas (MG) divulgou uma carta deixada por Evandro Santos de Araújo, 34 anos, que matou o filho João, 2 anos, e se matou em seguida. Segundo investigações, ele e a mãe da criança estavam cogitando uma separação, mas Evandro não estava satisfeito com a situação.

“Você não se arrependeu, mas vai sentir arrependimento agora como eu senti… Aprenda a ter respeito… Decisão e consequência”, escreveu o homem na carta, encontrada ao lado do celular dele. Tanto o smartphone quanto o bilhete estavam em um armário na residência do casal.

A mãe descobriu as mortes quando voltou para casa após o trabalho na terça-feira (20). O corpo de Evandro e de João estavam na varanda lado a lado. Ao se deparar com a cena, ela começou a chorar e pediu a ajuda de vizinhos. Os corpos foram levados para o IML e ainda não foram sepultados.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas