Vítimas de 11 e 12 anos foram encontradas mortas em uma estrada em Casimiro de Abreu, no RJ — Foto: Reprodução | Redes Sociais

Duas amigas de 11 e 12 anos foram mortas a tiros em Casimiro de Abreu, no interior do Rio. Os corpos das meninas foram encontrados na manhã desta quinta-feira (8) na Estrada Secundária, no distrito de Rio Dourado, por moradores que acionaram a polícia.

Uma das vítimas foi atingida por três tiros e a outra por dois disparos. A Polícia acredita que o crime tenha sido uma execução.

De acordo com a Polícia, as investigações apontam que elas foram levadas para o local de difícil acesso para serem mortas. No local, foram encontrados projéteis de arma de fogo deflagrados. O caso é investigado na 121ª Delegacia Policial.

A delegada Juliana Rattes, responsável pelo caso, informou que nenhuma linha de investigação sobre o caso está sendo descartada.

“Estamos investigando um possível envolvimento das vítimas com o tráfico de drogas e existe também uma outra suspeita, mas que não podemos divulgar agora, porque pode atrapalhar a investigação”, disse a delegada Juliana Rattes.

Ainda de acordo com a delegada, o namorado de uma das vítimas foi morto há poucos dias no bairro Palmital, também em Rio das Ostras.

As famílias das vítimas já foram ouvidas e informaram que as meninas saíram de casa na noite desta quarta-feira (7) e não retornaram.

“Ambas as famílias souberam nesta quarta que duas meninas tinham sido encontradas mortas em Casimiro e foram até o local e confirmaram que eram suas filhas”, disse ainda Juliana.

A perícia foi realizada no local e os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé. As vítimas moravam na Cidade Praiana, em Rio das Ostras.

* sob supervisão de Franklin Vogas.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Senado aprova ampliação de divulgação sobre jovens desaparecidos

Projeto volta para análise da Câmara.

Regra que obriga telemarketing a se identificar ainda tem baixa adesão

Medida entrou em vigor há um mês.