Fique conectado

Brasil

Remédio contra a hepatite C é eficiente no combate à chikungunya em células humanas

Doença é causada por um vírus, transmitido com a ajuda do mosquito Aedes aegypti. Medicamento é aposta também no combate à zika e à febre amarela.

Publicado em

143

Imagem mostra células derivadas de fígado humano. À esquerda, as células estão infectadas pelo vírus da chikungunya. À direita, a infecção foi inibida por ação do Sofosbuvir. — Foto: Agência Fapesp

Uma pesquisa brasileira demonstrou em laboratório que o remédio sofosbuvir, usado e aprovado no combate à hepatite C crônica, também é eficiente no combate à chikungunya nas células humanas infectadas.

O estudo foi feito pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) e foi divulgado pela agência Fapesp. De acordo com uma das autoras, Rafaela Milan Bonotto, o remédio conseguiu eliminar o vírus sem danificar as células.

Em janeiro de 2017, uma outra pesquisa mostrou que o sofosbuvir também pode agir sobre o vírus da zika. O autor do estudo na época, Thiago Moreno, disse ao Jornal Nacional que há uma semelhança entre as duas doenças: tanto o vírus da zika quando o da hepatite têm uma enzima chamada RNA polimerase. O remédio atua exatamente nessa enzima.

A pesquisa divulgada nesta quinta-feira (8) foi feita sob orientação do professor Lucio Freitas-Junior. Em entrevista ao G1, ele disse que o vírus da zika tem semelhanças com o da chikungunya. Ele adianta que um outro desdobramento será publicado em breve para a atuação contra a febre amarela, outro vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti e da mesma família de flavivírus.

“Febre amarela e zika são relacionados, são parecidos geneticamente. A chikungunya menos, mas também tem semelhanças”, disse.
Segundo ele, foram testados cerca de 1,5 mil medicamentos contra células infectadas com o vírus da chikungunya.

“A chikungunya é realmente muito difícil. O único resultado positivo que nós tivemos com drogas já aprovadas foi com o sofosbuvir”.

Freitas-Junior explica que, por enquanto, não há uma confirmação sobre como a droga atua em termos moleculares. O que existe é a constatação de que há uma eliminação do vírus e a preservação das células. Assim como na pesquisa feita com a zika, ele acredita que o remédio age na inibição da RNA polimerase.

A chikungunya foi a doença do Aedes que mais matou no Brasil em 2017. Ainda não há uma vacina disponível, nem um medicamento aprovado específico contra o vírus.

Aedes aegypti fêmea é a transmissora da febre amarela, dengue, zika e chikungunya no Brasil — Foto: Pixabay/Divulgação

Patente do sofosbuvir

No final de setembro, a Justiça do Distrito Federal derrubou a patente do sofosbuvir em caráter liminar (provisório). Utilizado no tratamento de hepatite C, a empresa farmacêutica Gilead Pharmasset tem o direito de produção exclusiva do produto.

O juiz Rolando Valcir Spanholo, da 21ª Vara Federal, tomou a decisão após analisar ação popular impetrada pela até então candidata à presidência Marina Silva (Rede) e seu vice, Eduardo Jorge (PV). Eles pediam que fosse concedida uma licença para que o governo ou outras empresas pudessem explorar a patente.

Na prática, a decisão libera o mercado para produzir o medicamento, mas a decisão não trata da habilitação dessas empresas para a produção. A decisão não impede a Gilead de continuar produzindo o remédio, só retira dela a exclusividade de produção.

Na decisão, o juiz citou o alto gasto do Sistema Único de Saúde (SUS)com o medicamento patenteado: quase R$ 1 bilhão por ano.

Brasil

Três pessoas e um bebê morrem em acidente entre dois carros em Umuarama, no Paraná

Acidente foi na sexta-feira (18); segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o motorista que dirigia o carro onde estava a mulher grávida não tinha habilitação.

Publicado em

Três pessoas e um bebê morrem em acidente entre dois carros, em Umuarama — Foto: Paola Moraes RPC

Três pessoas e um bebê morreram em um acidente entre dois carros em Umuarama, na região noroeste do Paraná, na noite de sexta-feira (18).

Anteriormente, o G1 havia informado que entre as vítimas, estavam duas mulheres e um bebê. A informação correta e atualizada é que foram quatro pessoas mortas, contando com o bebê.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o acidente foi na PR-468, km 95. Os carros seguiam em sentidos opostos, e ao cruzarem na rodovia bateram de lado.

Segundo a PRE, em um dos carros, estava uma passageira, de 26 anos, que estava grávida. E o motorista, o marido dela, de 27 anos.

A mãe morreu no local. Percebendo a gravidez avançada, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) realizou um parto de emergência, mesmo com a mãe morta.

Segundo a polícia, o bebê foi levado ainda com vida ao Hospital Nossa Senhora Aparecida, em Umuarama, mas morreu em seguida. O pai da criança também foi levado para o hospital, mas acabou morrendo.

No outro carro, uma motorista, de 43 anos, estava sozinha e morreu no local. Todas as vítimas eram moradoras de Mariluz, cidade próxima ao local do acidente.

Segundo a PRE, o motorista que dirigia o carro que estava a mulher grávida não tinha habilitação.

Três pessoas e um bebê morrem em acidente entre dois carros, em Umuarama — Foto: Fotos Paola Moraes RPC

Continue lendo

Brasil

Três morrem e três ficam feridos em acidente com caminhão e caminhonete no Paraná

Acidente aconteceu na noite desta sexta-feira (18) na região sudoeste do Paraná.

Publicado em

Do G1
Acidente deixou três mortos e três feridos na PR-281 — Foto: Vanderlei Lima/Arquivo pessoal

Três pessoas morreram e três ficaram feridos em um acidente entre uma caminhonete e um caminhão caçamba na noite desta sexta-feira (18) na PR-281, em Chopinzinho, na região sudoeste do Paraná.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), os veículos bateram de frente em uma curva.

As vítimas fatais são duas crianças e uma mulher, que estavam no banco de trás da caminhonete, segundo o Corpo de Bombeiros. O passageiro do banco da frente e o motorista tiveram ferimentos graves e foram levados pra hospitais locais.

O motorista do caminhão não se machucou. Um passageiro do veículo teve ferimentos leves.

Continue lendo

Brasil

Bandido está entalado há 36 horas em tubulação de shopping em SP

Situação acontece em São Vicente, no litoral de São Paulo. Criminoso furtou dezenas de smartphones em loja de telefonia.

Publicado em

Do G1
Ladrão foi encontrado preso em tubulação de ar condicionado de shopping, em São Vicente (SP) — Foto: G1 Santos

Um bandido está entalado há mais de 36 horas na tubulação de ar-condicionado de um shopping em São Vicente, no litoral de São Paulo. Segundo a polícia, o criminoso foi notado após começar a gritar pedindo socorro. Uma operação acontece, desde a noite de quinta-feira (17), para tentar retirar o suspeito do local.

Segundo apurado pelo G1, o suspeito invadiu o Brisamar Shopping na noite da última quarta-feira (16). De acordo com informações da polícia, o homem acessou a unidade e invadiu uma loja de telefonia, onde, segundo testemunhas, roubou dezenas de smartphones e tentou escapar entrando pela tubulação do ar-condicionado.

Em seguida, ainda segundo a polícia, ele tentou fugir rastejando pela tubulação do ar-condicionado da unidade para despistar qualquer possibilidade de flagrante. Entretanto, o suspeito acabou entalado no espaço. Sem saída, ele resolveu pedir socorro e foi notado por funcionários e bombeiros civis do shopping.

Equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros foram acionadas para remover o criminoso mas, até a manhã desta sexta-feira, não haviam conseguido retirá-lo da tubulação. A operação continua dentro do estabelecimento para que ele seja preso e levado à delegacia para prestar depoimento.

Em contato com o G1, funcionários do shopping afirmaram estar bastante preocupados com a situação do suspeito, já que a tubulação é extremamente quente e, nas últimas horas, o suspeito não foi mais ouvido. Um dos bombeiros, que tentava ajudar no resgate, chegou a entrar na tubulação mas precisou ser removido minutos depois após passar mal.

Continue lendo
Solutudo 300
Maiara e Maraisa
Aflumar Cursos
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas