Site do Mais Médicos fica fora do ar no primeiro dia de inscrição para o programa

Ministério admite ‘instabilidade’ por alto número de acessos. Segundo o órgão, foram 2 mil inscritos na primeira hora do 1º dia de inscrições.

O site para a inscrição de profissionais interessados em fazer parte do programa Mais Médicos ficou fora do ar na manhã desta quarta-feira (21), primeiro dia de abertura de cadastramento para preencher os postos que serão deixados pelos profissionais cubanos.

De acordo com o órgão, desde terça-feira (20) o site recebeu mais de um milhão de acessos. E nesta manhã, ainda segundo o ministério, foram registradas duas mil inscrições “na primeira hora do dia”.

O G1 tentou acessar o endereço http://maismedicos.gov.br/ e a mensagem é que ele estava indisponível.

O mesmo aconteceu com o endereço http://maismedicos.saude.gov.br/new/web/app.php/inscricao.

O interessado em fazer parte do Mais Médicos deveria acessar o site a partir das 8h para se cadastrar. A seleção leva em conta a ordem de inscrição, que poderá ser feita até as 23h59 de 25 de novembro.

Procurado, o Ministério da Saúde, responsável pelo programa, informou que as insrições “seguem ativas” e que o sistema “tem registrado picos”, o que pode levar a “dificuldades de acesso” (veja a íntegra da nota abaixo).

Total de vagas

São 8.517 vagas para atuação em quase 3 mil municípios e 34 distritos indígenas. O salário é de R$ 11.800. Podem se candidatar às vagas os médicos brasileiros com CRM Brasil ou com diploma revalidado no país.

Nas redes sociais, os interessados em se inscrever relatavam dificuldades.

Íntegra da nota do Ministério da Saúde

“O Ministério da Saúde informa que as inscrições do Programa Mais Médicos estão ativas e vão até o dia 25 de novembro. Devido ao grande número de acessos, o Sistema para a inscrições têm registrado picos, e nesses momentos, pode haver dificuldades de acesso, que é retomado em seguida. Desde ontem, já foram registrados um milhão de acessos, e na primeira hora desta quarta-feira (21/11), registradas inscrições de dois mil médicos.

O Edital oferta 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), que antes eram ocupadas por médicos da cooperação com Cuba. O início das atividades está previsto para 3 de dezembro.”

#MAIS LIDAS DA SEMANA