Fique conectado

Brasil

Carrefour é alvo de protestos após segurança matar cachorro a pauladas em SP

Caso aconteceu na quarta-feira dentro do hipermercado de Osasco.

Publicado em

1.265

Foto: Divulgação

Neste sábado (1º), um grupo de ativistas pelos direitos dos animais realizou um protesto dentro do Carrefour de Osasco pela morte de um cachorro. O animal teria sido assassinado a pauladas por um segurança do hipermercado. Há a suspeita de que o cão também tenha sido envenenado.

De acordo com os ativistas, o cachorro havia sido abandonado no estacionamento do Carrefour Osasco cerca de uma semana antes de ser morto. Alguns funcionários da rede e de lojas que ficam no centro de compras vinham alimentando o animal. Até que um segurança da rede o agrediu até que as patas quebrassem, na última quarta-feira (28).

Com o cão sangrando, rastejando e bastante fragilizado, a Zoonoses de Osasco foi chamada. Representantes da loja teriam dito que o animal havia sido atropelado ali próximo, na avenida dos Autonomistas, versão contestada por testemunhas. O cachorro foi socorrido pela zoonoses, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Neste sábado, o delegado Bruno Lima, atuante na causa animal, esteve no local para acompanhar o caso, ao lado do vereador Ralfi Silva (Podemos). Um inquérito vai apurar se o cachorro também foi envenenado e se o segurança que o matou cumpria ordens da chefia, como acusam ativistas, ou agiu por conta própria.

“Estaremos acompanhando de perto até que esse crime seja solucionado. Temos algumas testemunhas que confirmam o ato cruel e que identificaram o autor do crime. Infelizmente a dor que o animal sofreu não temos como apagar e também a sua vida trazer de volta, mas seremos sua voz e lutaremos em seu nome”, declarou Bruno Lima.

VEJA O VÍDEO

Brasil

Três pessoas morrem atropeladas após descerem de carro para ajudar vítimas de acidente

Caminhão que atingiu o trio saiu da pista com o impacto e capotou na BR-060. Ocupantes tiveram ferimentos leves.

Publicado em

Do G1
Três pessoas morrem atropeladas após descerem para ajudar vítimas de acidente, em Rio Verde (Foto: PRF/Divulgação)

Três pessoas morreram após descerem do carro em que estavam para socorrer vítimas de um acidente e serem atropeladas por um caminhão na BR-060, em Rio Verde. Com o impacto, o veículo de carga também saiu da pista e capotou.

O acidente aconteceu na tarde de terça-feira (19), e chovia no momento. Um Fiat Uno com três pessoas capotou na rodovia. Os ocupantes tiveram apenas ferimentos leves. Na sequência, um VW Gol que passava pelo local com quatro pessoas parou no acostamento próximo ao local do acidente.

“Eles não tiveram a atenção necessária na hora de descer e, ao atravessarem a pista, foram atropelados por um caminhão. O motorista, de 34 anos, que era inabilitado, morreu no local. As outras duas mulheres, de 33 e 26 anos morreram no hospital. O outro ocupante saiu ileso”, disse o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Newton Morais.

Com a pista molhada e o impacto, o motorista do caminhão perdeu o controle, capotou e parou no no vão central entre as duas pistas da rodovia. Os dois ocupantes do veículo também tiveram apenas ferimentos leves. Todos os feridos foram atendidos e levados para o hospital da cidade.

Continue lendo

Brasil

Motociclista morre em acidente com caminhão em Adrianópolis, na BR-476

Acidente ocorreu por volta das 21h de terça-feira (19) na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Publicado em

Do G1
Motociclista morre em acidente com caminhão em Adrianópolis (Foto: PRF)

Um motociclista de 19 anos morreu em um acidente com um caminhão por volta das 21h de terça-feira (19), em Adrianópolis, na BR-476, km 29, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima guiava a moto e foi atingido pelo caminhão ao entrar na pista. Na sequência, ele foi atropelado.

A PRF não soube informar se a moto estava sem a luz traseira ou se o motorista do caminhão se distraiu e não viu a moto.

O corpo foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba.

Motociclista morre em acidente com caminhão em Adrianópolis (Foto: PRF)

Continue lendo

Brasil

Engenheiro Agrônomo é morto por produtor em Mato Grosso

Engenheiro de Sinop, de 33 anos, foi é assassinado com tiros à queima-roupa.

Publicado em

Do Compre Rural
Com informações da Folha Max
Foto: Reprodução / Redes Sociais

Um vídeo do estabelecimento em que estava o engenheiro agrônomo Silas Henrique Palmieri Maia, de 33 anos, mostra o momento em que ele foi executado com pelo menos quatro tiros à queima-roupa. (Veja o vídeo abaixo)

O autor dos tiros foi identificado como o produtor rural Paulo, com quem a vítima teria tido um desentendimento horas antes. Conforme a imprensa local, Silas estava na mesa de um restaurante da região. Um homem  se aproximou por trás e atirou duas vezes na cabeça do engenheiro.

O amigo  de Silas  tentou socorrê-lo até o hospital, mas ele morreu durante o resgate. As imagens são fortes e registram que Silas e um amigo, também engenheiro, estavam sentados em uma lanchonete e não perceberam a aproximação do suspeito. Em seguida, no canto do vídeo o produtor dá um tapa nas costas de Silas e dispara pelo menos quatros vezes na nuca do engenheiro.

A Polícia Civil procura pelo proprietário da fazenda que o agrônomo cobrou a dívida. Segundo o portal Folha Max, o produtor é considerado foragido.

ATENÇÃO!

IMAGENS FORTES:

 

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas