Fique conectado

Brasil

Médica embriagada que provocou série de acidentes paga fiança e vai responder em liberdade

Juiz arbitrou fiança de R$ 7,5 mil em audiência de custódia neste domingo (2); no dia anterior, Ligia Capellari, de 56 anos, causou uma série de acidentes que deixou seis pessoas feridas em Campinas (SP).

Publicado em

544

Moto atingida por carro de mulher embriagada em Campinas — Foto: Wesley Justino/EPTV

A médica de 56 anos que dirigia embriagada e provocou uma série de acidentes que deixou seis pessoas feridas em Campinas (SP) vai responder pelo caso em liberdade. Segundo apurado pela EPTV, afilliada TV Globo, na audiência de custódia neste domingo (2) o juiz arbitrou fiança de R$ 7,5 mil. O G1 tentou contato com Ligia Capellari, sem sucesso.

A médica foi detida e autuada no sábado (1) por lesão corporal culposa e embriaguez ao volante. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, o teste de bafômetro apontou 0,98 miligramas de álcool por litro de ar expelido.

De acordo com o boletim de ocorrência, a médica apresentava diversos sinais de embriaguez, tais como “odor, fala pastosa, desequilíbrio e olhos avermelhados”.

Pela legislação brasileira, quando o teste supera 0,34mg o motorista é autuado por crime de trânsito. Em caso de lesões corporais graves ou gravíssimas, a punição varia de 2 a 5 anos de prisão.

O acidente

No registro do boletim de ocorrência, consta que, por volta das 17h, a médica bateu na lateral de um carro e fugiu. Ela saiu da Rodovia Santos Dumont (SP-075) em direção à Rodovia Miguel Melhado (SP-324) e a motorista do carro atingido passou a seguir o veículo para anotar a placa.

Segundo o registro, na altura do Km 90 da Rodovia Miguel Melhado, no bairro Campo Belo, Ligia atropelou um motociclista de 27 anos. O rapaz sofreu uma fratura e terá de passar por cirurgia em dez dias.

Helicóptero Águia fez o resgate de policial atropelado por médica embriagada em Campinas (SP) — Foto: Wesley Justino/EPTV

Na sequência, de acordo com as informações do boletim de ocorrência, a médica atropelou outro motociclista, um policial militar de 21 anos, que fazia o patrulhamento no bairro. O PM foi levado pelo helicóptero Águia ao HC da Unicamp. A unidade médica não forneceu o estado de saúde.

Com o impacto do atropelamento do PM, a moto do policial atingiu uma senhora de 61 anos com suas três netas, de 8, 9 e 10 anos. Ela retornavam para casa quando foram atingidas pelo veículo. As vítimas foram socorridas à UPA São José com escoriações e já receberam alta.

O G1 tentou localizar a médica Ligia Capellari para comentar o caso, sem sucesso.

Brasil

Mãe joga filha do 5º andar e se atira pela janela em seguida

O crime ocorreu em um edifício na Avenida Corifeu de Azevedo Marques, em São Paulo.

Publicado em

Agência Estado
Mãe joga filha do 5º andar e se atira pela janela em seguida

Uma mulher supostamente jogou a filha de três anos pela janela do quinto andar de um prédio na região do Jaguaré, na zona oeste de São Paulo, e se atirou em seguida, no início da madrugada desta sexta-feira (24). De acordo com o Corpo de Bombeiros, ambas as vítimas foram encaminhadas ainda com vida para o Hospital das Clínicas, por volta das 2h50. Segundo a unidade médica, o estado de saúde da criança é estável e a mãe teve múltiplas fraturas, com quadro grave.

O crime ocorreu em um edifício na Avenida Corifeu de Azevedo Marques. De acordo com a Polícia Civil, a mãe, Fernanda Fernandes Garcia, de 29 anos, cortou a tela de proteção da janela e por volta de 0h20 e atirou a filha enrolada em lençóis. Segundo a polícia, a menina estava dormindo quando foi arremessada pela janela em cima do para-brisa de um veículo que estava na garagem do prédio.

Depois de ter jogado a filha, a mulher passou cerca de uma hora trancada no próprio apartamento e ateou fogo às cortinas. Ela não respondeu à tentativa de negociação dos bombeiros ou dos policiais militares, e se jogou.

Caso Nardoni

O episódio lembra um crime que chocou o País: o assassinato de Isabella Nardoni, em 29 de março de 2008. O júri entendeu que os autores do crime foram o pai, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá, condenados a 30 e 26 anos.

Alexandre, pai da criança, foi condenado a 30 anos e dois meses de prisão, enquanto a madrasta Ana Carolina recebeu pena de 26 anos e oito meses. Os dois estão presos em penitenciárias de Tremembé, no interior paulista.

Em maio, Alexandre foi transferido para o regime semiaberto. Ele deixou sua cela na ala do regime fechado e foi levado para as dependências mais amplas do semiaberto na mesma penitenciária.

Anna Carolina Jatobá, condenada pelo mesmo crime, já é beneficiária das saídas temporárias desde 2017 e, no dia 7 de março, saiu da prisão para passar em casa o Dia das Mães.

Continue lendo

Brasil

Trabalhador morre esmagado por caminhão ao descarregar mercadoria em supermercado

Acidente ocorreu no depósito do Supermercado Atacadão, na BR-364, no Acre. Vítima foi identificada como Aldair dos Santos, de 22 anos.

Publicado em

Do G1
Polícia esteve no mercado e isolou a área até a chegada do IML de Rio Branco — Foto: Guilherme Barbosa/Rede Amazônica Acre
Polícia esteve no mercado e isolou a área até a chegada do IML de Rio Branco — Foto: Guilherme Barbosa/Rede Amazônica Acre

Um funcionário do Supermercado Atacadão, na BR-364, em Rio Branco, morreu durante a tarde desta quinta-feira (23) enquanto descarregava mercadoria no depósito do mercado. As informações iniciais afirmam que um caminhão teria esmagado o rapaz.

O funcionário foi identificado como Aldair de Souza dos Santos, de 22 anos. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) da capital acreana. A polícia esteve no local e isolou a área.

O IML informou que o caminhão esmagou a região do tórax do rapaz, quebrando os braços e prensando ele em um ferro.

O supermercado fechou as portas após o acidente. Por meio de nota o Atacadão lamentou o acidente, veja a nota na íntegra:

Nota à imprensa

“O Atacadão lamenta profundamente o falecimento do colaborador em sua loja de Rio Branco (AC), na tarde desta quinta-feira (23/5). A rede esclarece que houve um acidente na área de carga e descarga da unidade e, embora o funcionário tenha sido socorrido imediatamente e o SAMU acionado, infelizmente ele não resistiu. A rede sente muito por esta perda e prestará todo o suporte necessário para os familiares.”

Continue lendo

Brasil

Piloto de moto tenta assaltar motorista em semáforo e é preso após cair no chão em Curitiba

Caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (22), no bairro Batel, em Curitiba.

Publicado em

Do G1
Caso aconteceu na rua Francisco da Rocha, no bairro Batel, na tarde desta quarta-feira (22) — Foto: Filipe Rosa/RPC Curitiba

Um homem foi preso durante uma tentativa de assalto na tarde desta quarta-feira (22), em Curitiba (PR). Ele estava em uma motocicleta e abordou o motorista de um carro que estava parado em um semáforo.

O condutor do carro disse que, após ser abordado, jogou o veículo contra a motocicleta. A Polícia Militar (PM) informou que o piloto se machucou ao cair no chão. O caso aconteceu por volta das 14h no bairro Batel.

De acordo com a PM, a ocorrência foi registrada em um primeiro momento como uma briga de trânsito. No entanto, ao chegar no local, a polícia foi informada que se tratava da tentativa de assalto.

O motorista do carro relatou ainda que o suspeito parou com a motocicleta ao lado do veículo e bateu na janela com uma arma. De acordo com o motorista, o suspeito tentou levar relógios e um anel.

O homem disse ainda que bateu na moto do suspeito num momento de descuido. Após a queda, o motociclista teria jogado uma arma para um comparsa que estava em um ponto de ônibus, conforme a vítima.

O motociclista foi preso e levado para o Hospital Evangélico, em Curitiba. Após ser liberado, ele será encaminhado para a Central de Flagrantes.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Continue lendo
Silvana lopes
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas