Fique conectado

Brasil

Seis vítimas de massacre em escola de Suzano são veladas em arena

Dois criminosos mataram 8 pessoas e cometeram suicídio nesta quarta-feira (13). Mais de 5 mil pessoas já passaram pelo funeral coletivo, que começou por volta das 6h30.

Publicado em

486

O velório dos corpos de seis vítimas do massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), começou por volta das 6h30 desta quinta-feira (14), na Arena Suzano no Parque Max Feffer. Desde então, mais de 5 mil pessoas passaram pelo local.

Mais de 20 coroas de flores estão distribuídas pelo espaço. Uma grade divide a área reservada para as famílias das vítimas, e um corredor foi montado para o público circular pelo local.

Os corpos chegaram ao local às 6h10. São velados:

  • Caio Oliveira, 15 anos
  • Kaio Lucas da Costa Limeira, 17 anos
  • Samuel Melquíades Silva de Oliveira, 16 anos
  • Claiton Antonio Ribeiro, 17 anos
  • Eliana Regina de Oliveira Xavier, 38 anos
  • Marilena Ferreira Vieira Umezo, 59 anos

Parentes velam a inspetora Eliana Regina de Oliveira Xavier em Suzano nesta quinta-feira (14) — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Uma missa ecumênica está prevista para acontecer no local às 11h.

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, e o ministro da Educação, Ricardo Vélez, estiveram na Arena. Eles passaram diante de cada caixão e abraçaram as famílias. O governador de São Paulo, João Doria, também é esperado no local.

Rosana Silva e Antônio da Paz são voluntários de ONG que aborda o tema da violência e foram prestar solidariedade ás famílias das vítimas do massacre da Escola Raul Brasil em Suzano — Foto: Maiara Barbosa/G1

Rosana Silva é tia de uma das vítimas, Eliana Regina de Oliveira Xavier, 38 anos, e também é voluntária de uma ONG que trata de violência. Ela foi se despedir da sobrinha e prestar solidariedade às famílias das vítimas.

“É muito triste tudo isso que está acontecendo, foi uma coisa inesperada. Cadê a segurança? Nossos filhos vão para escola e a gente não sabe se eles vão voltar? Nosso governo libera armas e não pensa nas consequências. Olha quantas vidas perdidas, quantas famílias destruídas”, disse Rosana.

Sobre a sobrinha, ela contou que era uma pessoa muito boa, tratava bem todo mundo. “Sempre gostou de trabalhar lá e era muito amiga dos alunos”, disse ela. Eliana era agente de organização escolar.

Cerca de 50 profissionais da rede municipal de saúde estão prestando atendimento na Arena Suzano, entre médicos psiquiatras e clínicos gerais, psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e assistentes sociais.

Os corpos sairão da Arena às 15h, com um intervalo de 30 minutos entre cada um e seguirão em cortejo até o cemitério. Eles serão enterrados no Cemitério São Sebastião, com exceção do corpo de Marilena Umezo, que será sepultado apenas no sábado (16), quando um dos filhos dela retornar do exterior.

Outras vítimas

O velório de Douglas Murilo Celestino começou por volta de 1h em uma igreja evangélica em Suzano.

O corpo do comerciante Jorge Antonio de Moraes está sendo velado no Cemitério Colina dos Ypês, em Suzano, onde será sepultado.

Familiares chegam para o velório de vítima do massacre da Escola Raul Brasil em Suzano — Foto: Maiara Barbosa/G1

O ataque

Frente da Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, após o massacre — Foto: Maiara Barbosa/ G1

Um adolescente e um homem encapuzados atacaram a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), na manhã desta quarta-feira (13) e mataram sete pessoas, sendo cinco alunos e duas funcionárias do colégio.

Em seguida, um dos assassinos atirou no comparsa e, então, se suicidou. Pouco antes do massacre, a dupla havia matado o proprietário de uma loja da região.

Os assassinos – Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 – eram ex-alunos do colégio.

A polícia diz que os dois tinham um “pacto” segundo o qual cometeriam o crime e depois se suicidariam.

Ainda não se sabe a motivação do crime. Foram feitas buscas na casa dos assassinos, e a polícia recolheu pertences dos dois. As famílias dos criminosos também foram ouvidas.

Estudantes se abraçam após ataque a escola de Suzano — Foto: Maiara Barbosa/G1

‘Terrorismo doméstico’

O Ministério Público de São Paulo informou, na noite desta quarta-feira (13), que vai investigar em que circunstâncias ocorreram as dez mortes do massacre em Suzano. O trabalho será realizado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

O objetivo é apurar a possível existência de organização criminosa que tenha colaborado para “eventual cometimento de crimes relacionados a terrorismo doméstico, como apontam os primeiros indícios”, diz o órgão. O termo terrorismo doméstico é usado para definir atentados terroristas cometidos por cidadãos contra o seu próprio povo ou governo.

Imagens de câmeras de segurança

Uma câmera de segurança registrou o momento em que Guilherme Taucci Monteiro entra na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, e atira em quem estava logo após a porta de entrada. O vídeo abaixo mostra o momento em que Monteiro entra na escola, saca a arma e aponta para as vítimas.

Câmeras de segurança registram a ação dos assassinos dentro e fora da escola de Suzano

Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25, eram ex-alunos da instituição. Eles estavam em um carro branco alugado, estacionaram em frente ao portão do colégio e entraram pela porta da frente, que estava aberta.

Brasil

Bandido em fuga entra na contramão na BR-277 e mata motociclista

Assaltante sobreviveu ao acidente que ele mesmo provocou.

Publicado em

Da Tribuna do Paraná
Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

Com uma caminhonete roubada, um bandido que dirigindo pela contramão provocou uma tragédia no começo da tarde desta segunda-feira (25) na BR-277, em Curitiba (PR). Ele se envolveu num acidente, colidindo contra um utilitário e ainda atingindo um motociclista que seguia no sentido correto da via. O homem da moto chegou a ser atendido, mas, pela gravidade dos ferimentos, não resistiu.

O acidente aconteceu no quilômetro 84 da rodovia, no sentido ao bairro Cajuru, bem em cima do viaduto da BR-277 que passa pela Linha Verde. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o bandido na caminhonete teria subido o viaduto pela contramão e acabou provocando a colisão. Ele estaria sendo seguido pelo proprietário do veículo e também por policiais.

Motociclista morto

Além de atingir a moto, o bandido que estava na caminhonete ainda atingiu uma Mitsubishi Outlander, que quase foi jogada para baixo do viaduto. Com a colisão entre os dois veículos, um motociclista que seguia junto com a Outlander acabou prensado.

Assaltante sobreviveu ao acidente que ele mesmo provocou (Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná)

Por causa do acidente, o trânsito precisou ser bloqueado para o resgate do motociclista, que ficou ferido. Apesar de todo o esforço das equipes de socorro, o motociclista não resistiu.

Bandido sobreviveu

Além do rapaz da moto, o bandido também se feriu. Ele foi socorrido pelo Siate e encaminhado ao hospital. Depois que receber alta, o assaltante vai ser levado direto a delegacia, pois foi preso em flagrante.

O trânsito foi fechado por completo na BR-277, no sentido a São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Todo o fluxo de veículos foi desviado para a Linha Verde. Há congestionamento no local.

Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

Continue lendo

Brasil

Tempestade tropical Iba se aproxima da costa de Espírito Santo e Bahia

Marinha e Instituto Nacional de Meteorologia emitiram alerta. Segundo comunicado, ventos chegaram a 65 km/h neste domingo (24).

Publicado em

Do G1
Imagem mostra tempestade tropical próxima à costa brasileira — Foto: Rodrigo Cunha/Arte G1/Climatempo

Uma tempestade tropical se aproxima da costa do Espírtio Santo e da Bahia. A tempestade tropical é uma categoria antes do ciclone tropical, comumente chamado de furacão.

O alerta foi feito pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE), em colaboração com o Centro de Hidrografia da Marinha (CHM – Marinha do Brasil) e com o Instituto Nacional de Meteorologia.

“Seu deslocamento é previsto para a direção Sudoeste e seus efeitos poderão ser sentidos no litoral sul do estado da Bahia e do Espírito Santo até o dia 26”, diz o comunicado. Às 9h deste domingo, os ventos chegaram a 65 km/h e o centro da tempestade estava em alto-mar próximo ao Espírito Santo.

No sábado (23), este sistema ainda era uma depressão tropical. A tempestade foi chamada de Iba, que significa “ruim” em tupi-guarani.

Alto-mar

Os efeitos da tempestade tropical devem ser sentidos principalmente em alto-mar associados à chuva intensa, informaram os institutos. São esperados ventos fortes nas proximidades do litoral sul do estado da Bahia e do Espírito Santo que podem chegar a 87 km/h em alto-mar, no setor Leste do ciclone, e 61 km/h junto à costa, durante todo o período de atuação do ciclone.

A previsão é de ondas com alturas entre 3 e 5 metros em alto-mar e possibilidade de ocorrência de ressaca na costa entre Vitória (ES) e Caravelas (BA), com ondas de até 2,5 metros, até a noite do dia 25.

Salvador, capital baiana, amanheceu com chuva neste domingo e o operação das escunas de turismo que fazem o passeio pelas ilhas da Baía de Todos-os-Santos estava suspensa.

Continue lendo

Brasil

Médico mariliense é encontrado morto em Aracaju

Publicado em

Do Marília Notícia

Médico Marcelo Bocardi foi encontrado morto no carro (Foto: Arquivo Pessoal)

O médico mariliense Marcelo Brandão Bocardi, de 35 anos, foi encontrado morto dentro do próprio carro na manhã deste domingo (24) em Aracaju, a capital do Sergipe. A suspeita é que ele tenha cometido suicídio.

Conforme a Central de Regulação de Urgência (CRU), uma equipe de resgate foi acionada por volta das 10h para atendimento de uma vítima que estava dentro de um carro, em um condomínio localizado no bairro Aruana.

No local, a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou que se tratava de um colega de trabalho. Bocardi atuava no Samu desde 2013.

A vítima identificada já estava sem os sinais vitais. Há suspeita de que ele tenha cometido suicídio por asfixia, no entanto, a motivação ainda é desconhecida.

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) vai investigar o caso.

Suicídio

Bocardi teria colocado duas mangueiras nos escapamentos de seu carro e as pontas estavam dentro do veículo. Os vidros foram fechados e vedados com um travesseiro, projetando toda a fumaça para o interior do carro.

Devido a grande quantidade de gás carbônico inalado, o médico não resistiu e morreu dentro do carro.

Grupo de ajuda

Marília conta com o Grupo de Prevenção ao Suicídio de Marília, que oferece palestras, rodas de conversas e atendimento psicológico social.

O projeto de Acolhimento aos Sobreviventes Enlutados por Suicídio trabalha em grupo com os familiares e amigos que perderam pessoas queridas por suicídio, que funciona toda terceira quinta-feira do mês na Faculdade Sul Americana, localizada na rua 4 de abril, 51.

Para outras informações dos projetos, basta entrar em contato pelo (14) 9-9789-0927.

Viver vale a pena

Vale lembrar que o  Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e Skype 24 horas todos os dias.

O contato pode ser feito pelo telefone 188 ou pelos outros canais disponíveis no site, que pode ser acessado .

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas