A Justiça do Trabalho condenou a rede de fast food Burger King de Goiânia a pagar mais de R$ 1 milhão em indenização para mais de 586 ex-funcionários. De acordo com a ação coletiva, movida pelo Sindicato Intermunicipal dos Empregados no Comércio Hoteleiro e Similares no Estado de Goiás (Sechseg), os funcionário recebiam um lanche da empresa como refeição, no lugar que uma alimentação mais equilibrada, como arroz, feijão e verduras.

Foram três anos de negociação judicial, até a condenação da rede. Em 2018, 4ª turma do TRT da 2ª região, fixou uma reparação em R$ 10 mil para um funcionário da Burger King, a título de danos morais, pelo mesmo motivo.

Segundo o sindicato, o valor da indenização já foi depositado e os beneficiários já podem procurar para receber o montante a que cada um tem direito, de acordo com o tempo trabalhado na empresa.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Regra que obriga telemarketing a se identificar ainda tem baixa adesão

Medida entrou em vigor há um mês.

Senado aprova ampliação de divulgação sobre jovens desaparecidos

Projeto volta para análise da Câmara.

Governo lança material para prevenção da peste suína africana

Brasil está livre da doença que não tem cura ou tratamento.