Casa de família de menina de 1 ano que morreu vítima de agressão é incendiada no Paraná

Sophia morreu na noite de terça-feira (18); pais e avó materna da criança foram presos na quarta-feira (19).

A casa da família da menina de um ano e um mês que morreu, após sofrer agressão física, foi incendiada na noite de quarta-feira (19) em Arapongas, no norte do Paraná.

Os pais e a avó materna da criança foram presos, na quarta-feira, por suspeita de envolvimento na morte da menina, que se chamava Sophia. Portanto, ninguém estava na residência quando colocaram fogo.

Testemunhas relataram que três pessoas pularam o muro e, então, atearam fogo. Até a publicação desta reportagem, ninguém tinha sido preso pelo vandalismo.

Primeiramente, os pais e a avó de Sophia foram presos em flagrante. Porém, depois, as prisões foram transformadas em preventiva – que é por tempo indeterminado. A Justiça entendeu que eles poderiam colocar em risco a investigação e até se envolver em novos crimes.

Sophia morreu na noite de terça-feira (18). O laudo preliminar do Instituto Médico-Legal (IML) apontou agressão física como causa da morte.

Ninguém estava na casa no momento do incêndio; pais e avó de Sophia foram presos na quarta-feira (19) — Foto: Fatoatual.com 
Ninguém estava na casa no momento do incêndio; pais e avó de Sophia foram presos na quarta-feira (19) — Foto: Fatoatual.com

A noite da morte

Na noite de terça-feira, os pais da criança a levaram para um posto de saúde relatando que a menina passou mal depois de se engasgar com leite, de acordo com a Polícia Civil.

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), foi verificada a morte de criança. Além disso, o médico identificou várias lesões pelo corpo. Então, o Conselho Tutelar, a Guarda Municipal e a polícia foram acionados.

Os pais e a avó materna da menina foram levados para a delegacia para prestar depoimento, de onde acabaram não saindo.

Além de estar preso por causa da morte da criança, o pai de Sophia também foi detido por outro crime. Um mandado de prisão estava em aberto contra ele por tráfico de drogas. O homem era considerado foragido.

O casal tem mais três filhos, entre eles, um bebê recém-nascido.

Sophia tinha pouco mais de um ano — Foto: Reprodução/Facebook
Sophia tinha pouco mais de um ano — Foto: Reprodução/Facebook

#MAIS LIDAS DA SEMANA