Policial mata esposa na frente do filho, depois de assassinar suposto amante

Homem recebeu prints de conversas que indicariam traição, algo que não foi confirmado.

Opolicial militar ambiental Lúcio Roberto Cabral matou a esposa e um homem a tiros na noite desse sábado (05), em Paranaíba (MS), a 422 quilômetros de Campo Grande. A mulher teria sido morta na frente do filho do casal.

O crime ocorreu por volta das 20h15. De acordo com o site Campo Grande News, o policial recebeu cópias de supostas conversas que seriam da esposa com um corretor de imóveis da cidade.

O policial resolveu vasculhar o celular da mulher e não encontrou qualquer evidência de traição. Mesmo assim, saiu à procura do homem, que estava na casa da sogra. Ele atirou no tórax e nas costas da vítima, identificada como sendo o corretor de imóveis Fernando Henrique Freitas.

Depois, o PM foi até a casa dos pais e encontrou a esposa. Ele atirou na mulher, Regienni Araújo, 32 anos, que estava deitada no sofá. Ela morreu. A informação é que o crime teria ocorrido na frente do filho do casal. O policial fugiu e, segundo a Polícia Civil, ainda não foi localizado.

#MAIS LIDAS DA SEMANA