Fique conectado

Brasil

DF: professor é afastado após pedir redação sobre “boquete e 69”

Secretaria de Educação informou que educador é temporário e foi devolvido preventivamente pela Coordenação Regional de Ensino da região.

Publicado em

1.417

GOOGLE STREET VIEW
GOOGLE STREET VIEW

Um professor do 6º ano do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 104, da Asa Norte, foi desligado da unidade educacional após ensinar sobre sexo anal e oral durante aula de português, na última quarta-feira (13). Na ocasião, ele também pediu aos seus alunos que escrevessem uma redação improvisada sobre o tema.

Segundo denúncia recebida pelo Metrópoles, as crianças fotografaram o conteúdo escrito pelo docente na lousa e gravaram áudios durante a aula.

Nas imagens, é possível ver a data da ocorrência e o tema proposto pelo educador no quadro branco.

“Brasília, 13 de novembro de 2019. Objetivo: fazer o próprio currículo. Redação improvisada. Escrever sobre polidez e transformações afetivo-sexuais na adolescência (pós-infância). Sexo oral e penetração”, escreveu.

Ao lado das exemplificações, ele puxa setas e escreve as temáticas a serem abordadas sobre cada assunto formalmente e informalmente. Entre elas, usa palavras como: “boquete”, “69”, “fio terra”, “punheta”, “dar o cu” e outras.

Veja os registros obtidos pela reportagem:

DF: professor é afastado após pedir redação sobre “boquete e 69”

DF: professor é afastado após pedir redação sobre “boquete e 69”

DF: professor é afastado após pedir redação sobre “boquete e 69”

DF: professor é afastado após pedir redação sobre “boquete e 69”

O outro lado
Após receber a denúncia, a reportagem esteve no colégio na manhã desta segunda-feira (18/11/2019). O diretor responsável pela unidade estava em reunião interna com outros professores e informou não ter sido autorizado a dar entrevistas sobre a polêmica.

Uma mãe que não quis se identificar relatou ter tomado conhecimento da ocorrência pelo seu filho de apenas 10 anos. “Ele comentou sobre o professor, que escreveu no quadro algumas palavras, e me disse que nem sabia o que significava. Vou procurar a direção e pedir um posicionamento sobre o que eles estavam aprendendo. Queremos saber qual era o assunto debatido em sala. Uma outra mãe comentou que vai ocorrer uma reunião de pais para falar sobre o assunto. Estou aguardando”, disse a mulher.

Outros pais abordados em frente à escola não quiseram se pronunciar e alguns relataram desconhecer o fato.

Em nota, a Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEE-DF) explicou que a direção da unidade, assim que soube do ocorrido, prontamente procurou pela pasta e pela regional de ensino a fim de oferecer a denúncia e, desde então, o caso está em averiguação.

“A Secretaria de Educação informa que o professor, que é temporário, foi devolvido preventivamente pela Coordenação Regional de Plano Piloto e Cruzeiro, enquanto está investigando a situação no CEF 104 Norte. Se comprovados os fatos, terá seu contrato cancelado”, diz trecho do texto.

Brasil

Cinco morrem e um fica ferido em acidente entre carro e caminhão em Santo Antônio da Platina

Acidente aconteceu por volta das 13h desta sexta-feira (3).

Publicado em

Portal JNN

Cinco pessoas, segundo as primeiras informações dois casais de amigos e uma criança, morreram no início da tarde desta sexta-feira (3) em um grave acidente automobilístico na BR-153, próximo a Santo Antônio da Platina (SP).

De acordo com as equipes de resgate, um Ford Fiesta, com placas de Santo Antônio da Platina, bateu de frente com uma carreta. O carro ficou completamente destruído.

O motorista da carreta foi socorrido e encaminhado ao pronto socorro de Santo Antônio da Platina. Os corpos das vítimas, entre elas uma criança, ficaram presos entre as ferragens do veículo.

A rodovia ficou interditada nos dois sentidos. As circunstâncias do acidente ainda são desconhecidas pela reportagem.

Continue lendo

Brasil

Menina de 10 anos morre engasgada após engolir pirulito

A Prefeitura de Três Rios (RJ) informou que um vizinho colocou a criança em um carro e a levou até uma base da Rodovia do Aço (BR-393).

Publicado em

Do Metrópoles
ARQUIVO PESSOAL
ARQUIVO PESSOAL

Uma menina de 10 anos morreu engasgada após engolir um pirulito na última segunda-feira (16), em Três Rios (RJ). De acordo com informações do jornal O Dia, a menina estava brincando no quintal da avó quando engasgou com o doce. Instantes depois, ela se sentiu mal e desmaiou.

A Prefeitura de Três Rios informou que um vizinho colocou a criança em um carro e a levou até uma base da Rodovia do Aço (BR-393). Médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) tentaram reanimar a menina por aproximadamente 40 minutos, mas ela não resistiu.

A concessionária K-Infra informou que assim que a criança chegou à base 2 da rodovia, a equipe de resgate prestou atendimento imediato à criança.

“Enquanto o socorro era realizado, foi simultaneamente acionado o Samu, que, após tentativas de reanimação, infelizmente constatou óbito“.

Continue lendo

Brasil

Empregada é condenada após usar joia furtada em casamento

O furto foi descoberto depois que a mulher postou foto com a corrente nas redes sociais. Caso aconteceu em Santos, São Paulo.

Publicado em

Do Metrópoles
REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

Uma empregada doméstica, identificada como Adriana Barreto dos Santos, de 39 anos, foi condenada por furtar joias, roupas, perfumes importados e dinheiro da residência de um empresário para o qual prestava serviço, em Santos, no litoral de São Paulo. A informação é do G1.

A mulher chegou a usar uma corrente com pingente de ouro levada do imóvel no dia de seu casamento – e publicou a foto nas redes sociais. As publicações serviram de prova.

Além da corrente usada no casamento, a esposa do empresário reconheceu outros acessórios e peças de roupa em outras fotos na rede social da empregada.

Em depoimento, a esposa do empresário conta que passou a perceber a falta dos objetos após ver Adriana usando um de seus brincos durante a jornada de trabalho na residência.

Através das câmeras de monitoramento, imagens mostram a empregada levando diversos pertences dos quartos e do escritório da residência. De acordo com o casal, a limpeza dos quartos da casa não eram de responsabilidade da condenada.

O casal procurou a empregada nas redes sociais e, em seu perfil no Facebook, encontrou diversas fotos usando acessórios, roupas e objetos que pertenciam à família. Eles se deram conta, então, que os furtos aconteceram entre o final de 2017 e agosto de 2018.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas