Uma mulher que obrigava as enteadas de 11 e 15 anos a se prostituírem, no município de Miranorte, em Tocantins, foi presa na última sexta-feira (01). As informações são do jornal O Dia.

De acordo com a Polícia Civil, as adolescentes eram forçadas a ter relações sexuais com homens entre 34 e 90 anos. Elas eram embriagadas antes dos abusos e recebiam dinheiro ou favores em troca. Os crimes aconteceram entre julho e setembro deste ano e os homens pagavam entre R$ 100 e R$ 150 pelos programas.

Sete homens foram indiciados e interrogados pelos crimes de favorecimento de prostituição de adolescente e estupro de vulnerável e irão responder em liberdade. A madrasta também foi indiciada pelos dois crimes e pelo fornecimento de bebida alcoólica às jovens.

A 66ª DP (Miranorte) está investigando o caso.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR