Marília confirma duas mortes causadas pela gripe H1N1

Município contabiliza três casos fatais em 2016.
Novo lote de vacinas deve durar até sexta-feira (6).

A Secretaria de Saúde de Marília (SP) confirmou duas mortes causadas pela gripe H1N1, na quarta-feira (4). O município totaliza três casos fatais em 2016 e investiga outros cinco casos não confirmados. Outros 77 pacientes aguardam a divulgação do diagnóstico da gripe.

No último sábado (30), aproximadamente 15 mil pessoas foram vacinadas contra a doença em Marília. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, um lote com 17,6 mil doses foi distribuído em unidades municipais e deve durar até sexta-feira (6).

“A campanha de vacinação deste ano prossegue normalmente até o dia 20 de maio na cidade. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, responsável pelo repasse das vacinas, todo o público-alvo do município deverá ser imunizado até o final da campanha”, destaca Alessandra Mosquini, supervisora do setor de Vigilância Epidemiológica.

O público estimado em Marília é de 53 mil pessoas. Podem ser vacinados bebês a partir dos seis meses e crianças menores de cinco anos de idade; idosos a partir dos 60 anos; gestantes; puérperas; indígenas, pessoas com doenças crônicas e os profissionais de saúde. Durante o período da campanha, também será realizada a atualização das vacinas que estiverem em atraso.

#MAIS LIDAS DA SEMANA