De acordo com os cientistas, antes acreditava-se que apenas animais terrestres tinham músculos abdominais (Foto: Gavin Young/Universidade Nacional Australiana)

Uma equipe de paleontólogos da Austrália encontrou na região da Formação Gogo o fóssil de um peixe que viveu na Terra há 380 milhões de anos e que continha tecidos do músculo abdominal. A pesquisa foi apresentada nesta sexta-feira (14).

A descoberta é considerada surpreendente, pois pensava-se até então que apenas animais terrestres tinham desenvolvido músculos abdominais.
Os cientistas consideram que foi a primeira vez que havia em um fóssil pré-histórico a presença de tecido mole em bom estado.

De acordo com um comunicado da Universidade Nacional da Austrália, o fóssil continha a presença de tecidos moles, como células nervosas e músculos, além dos mais antigos embriões de vertebrados já conhecidos até então.

Amostra de tecido mole encontrado em fóssil de peixe que viveu em região da Austrália há 380 milhões de anos (Foto: Gavin Young/Universidade Nacional Australiana)
De acordo com os cientistas, antes acreditava-se que apenas animais terrestres tinham músculos abdominais (Foto: Gavin Young/Universidade Nacional Australiana)
Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.