Missionário católico contaminado pelo ebola retorna para a Espanha

Padre Manuel García Viejo é o segundo espanhol com o vírus.
Ele foi levado para o hospital Carlos III da capital espanhola.

Foto mostra a transferência do missionário espanhol Manuel Garcia Viejo da base aérea de Madri para o Hospital Carlos III nesta segunda-feira (22) (Foto: Spanish Defence Ministry/AFP)

Um missionário católico espanhol infectado pelo vírus ebola, o padre Manuel García Viejo, desembarcou nesta segunda-feira (22) em Madri e foi hospitalizado.

García Viejo, 69 anos, é o segundo espanhol infectado pelo vírus. Ele foi levado para o hospital Carlos III da capital espanhola.

O avião Hércules C-130, equipado com uma “câmara de isolamento”, decolou de Serra Leoa, onde García Viejo, clínico geral, especializado em doenças tropicais, era diretor do hospital da cidade de Lunsar.

García Viejo, membro da Ordem Hospitalar de São João de Deus, instalado na África há 30 anos, solicitou a viagem para a Espanha, segundo o ministério da Saúde.

Em agosto, um padre espanhol de 75 anos, Miguel Pajares, faleceu na Espanha depois de ser repatriado da Libéria, onde havia contraído o vírus.

Pajares foi a primeira vítima europeia da epidemia de 3bola que afeta a África ocidental desde o início do ano.

A epidemia provocou a morte de 2.630 pessoas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

#MAIS LIDAS DA SEMANA