Mulheres brasileiras são mais felizes a medida que emagrecem
Mulheres brasileiras são mais felizes a medida que emagrecem

Segundo pesquisa, encomendada pela Nestlé e realizada em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre com 800 mulheres entre 18 e 45 anos, 61% do mundo feminino  deseja emagrecer para que se sintam mais felizes. Porém, mais da metade delas não se empenham para alcançar o peso desejado.

Apesar  da indicação dos especialistas  para sempre  aliar  dietas a exercícios, o conselho é pouco seguido pelas brasileiras e mesmo quando há mudanças nas atitudes, elas não são efetivas.

Isso se deve a proliferação de medicamentos e fórmulas mágicas que prometem o corpo perfeito em meses ou até mesmo em alguns dias, mas que podem ser prejudiciais à saúde e causar danos irreversíveis.

Para a Dra. Carla Góes Pérez, médica especializada em estética, é comum receber pacientes que vão ao consultório em busca de uma receita milagrosa para emagrecer. No entanto, perder peso requer atitude e disciplina.

Segundo ela não existem formas mágicas. É necessário começar cultivando hábitos saudáveis, manter-se feliz, ter uma alimentação equilibrada, praticar atividades físicas e deixar a mente ativa.

Na mais  recente obra da Dra. Carla, “Beleza Sustentável”, um verdadeiro guia de como pensar, agir e permanecer jovem, que faz sucesso entre as mulheres, cuidar bem do corpo e escolher os alimentos corretamente são essenciais para se manter jovem, bonita e saudável.

“Magreza não é sinônimo de elegância, mas com certeza é uma característica de jovialidade, pois possibilita ao individuo movimentar-se com mais agilidade e velocidade, como subir uma escada com facilidade, sem ficar ofegante em razão de um pequeno esforço físico”, comenta.

Além disso, ela ressalta a importância de procurar um médico ao decidir perder peso e garante que a medicina já fez grandes descobertas para emagrecer com segurança. Os fatores genéticos, ambientais e alimentares devem ser contados na hora da indicação correta da dieta, porém, a maioria dos procedimentos é simples e requer apenas alguns esforços, como caminhadas, jardinagem, atitudes otimistas diante da vida, ingestão de alimentos saudáveis e antioxidantes, vida social ativa e a ausência do fumo e do álcool.

“Pequenos ajustes tornam os anos extras mais alegres. Só você pode decidir viver mais tempo e melhor. Por isso, tenha muito amor próprio”, finaliza

 

Sobre Dra. Carla Góes  Pérez

A Dra. Carla Góes Souza Pérez é médica-cirurgiã, diretora da Clínica Núcleo Vital, é pós-graduada em Medicina Estética pela Universidade John F. Kennedy. Integra a Sociedade Brasileira de Medicina Estética, a Sociedade Brasileira de Laser, a Associação Brasileira de Cosmetologia e ministra palestras.

Autora dos livros: “Grávida e Bela” 11ª edição (Editora  Ediouro) ; “Mãe, e agora?” 3ª edição (Editora Ediouro); “Belíssima: aos 40, 50, 60…”(Editora Conex) e Beleza Sustentável”  ( Editora Integrare).

Além disso, é consultora da linha de cuidados pessoais da Philips e idealizadora da linha Grávida e Bela.

Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Aprovado piso de dois salários mínimos para agentes comunitários de saúde

Agentes comunitários de todo o país acompanharam as votações no Congresso.

Prefeitura lança Programa de Castração de Cachorros e Gatos

Clínicas veterinárias deverão acompanhamento de Edital.

Entidades médicas esperam decisão da Anvisa sobre cigarro eletrônico

Estudos comprovam que dispositivos causam danos à saúde.

Covid-19: Casos vão a 30.152.402 e mortes a 661.258

Desde o início da pandemia 96,3% dos infectados se recuperaram.