Débitos são quitados e Santa Casa mantém atendimento ao Iamspe no P.A.

Com o pagamento atendimento ao Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual continua e servidores não serão prejudicados.

Débitos são quitados e Santa Casa mantém atendimento ao Iamspe no P.A. (Foto: Divulgação)
Débitos são quitados e Santa Casa mantém atendimento ao Iamspe no P.A. (Foto: Divulgação)

O atendimento ao Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) no Pronto Atendimento da Santa Casa de Misericórdia de Assis não será interrompido.

No início da semana a instituição hospitalar anunciou que, a partir do sábado, dia 12, não atenderia mais este Convênio no Pronto Atendimento por falta de pagamento do Instituto aos serviços médicos prestados, porém após grande repercussão nesta semana, o débito foi quitado pelo Iamspe e a interrupção não será mais necessária.

A Diretoria da Santa Casa informa, que ficou satisfeita com o desfecho da situação, que acabou sem nenhum prejuízo aos conveniados e nem a instituição hospitalar, que depende do pagamento dos serviços prestados para manutenção do atendimento.

Hoje a instituição já enfrenta dificuldade financeira em virtude da defasagem nos repasses do Sistema Único de Saúde- SUS, que envolve cerca de 80% dos atendimentos prestados e geram um déficit de aproximadamente 40% sobre os custos médicos oferecidos pelo SUS e mesmo assim tem mantido os atendimentos a população, honrando seu compromisso de quase 100 anos com a assistência médica hospitalar e promoção de saúde à população regional.

Atualmente a Santa Casa de Misericórdia de Assis conta com 108 leitos, sendo 10 de U.T.I., oferecendo serviços assistenciais de saúde nas áreas da Hemodiálise, Internação, Laboratório de Análises Clínicas e Patológica, Maternidade, Pronto Atendimento, Serviço de diagnóstico por imagem, Serviço de Endoscopia, Serviços Técnicos e em 31 especialidades e é a gestora do Ambulatório Médico de Especialidades –AME, uma unidade da Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo.

#MAIS LIDAS DA SEMANA