Fique conectado

Saúde

Oncologia oficialmente volta a funcionar no Hospital Regional de Assis

No local serão tratadas patologias em mastologia, colonoscopia, ginecologia e urologia.

Publicado em

407

Oncologia oficialmente volta a funcionar no Hospital Regional de Assis (Foto: Departamento de Comunicação)
Oncologia oficialmente volta a funcionar no Hospital Regional de Assis (Foto: Departamento de Comunicação)

Na tarde desta quarta-feira (31), o prefeito José Fernandes participou de uma solenidade para anunciar a volta dos atendimentos no setor de oncologia do Hospital Regional de Assis através da Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia – UNACOM.

No local serão tratadas patologias em mastologia, colonoscopia, ginecologia e urologia.

Durante cerimônia para anunciar o retorno dos serviços, o prefeito falou da importância do engajamento de todos os envolvidos e que não mediram esforços para a concretização desse momento tão importante para a cidade e principalmente para os pacientes que necessitam do atendimento na cidade e região.

“A partir de hoje, os munícipes de Assis e cidades vizinhas poderão realizar seus tratamentos aqui em nossa cidade. O setor de oncologia do Hospital Regional está equipado e totalmente preparado para receber cada paciente que venha necessitar de tratamento de acordo com as patologias oferecidas. Graças ao empenho de todos os envolvidos, hoje podemos celebrar mais essa conquista na área da Saúde, uma ação do Poder Público Municipal junto à sociedade civil, membros da Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Assis, Ministério Público, prefeitos do CIVAP, Câmara Municipal de Assis e OAB.”, enalteceu o prefeito.

Como forma de oficializar o retorno dos atendimentos em oncologia, os quais estavam interrompidos desde 2017, simbolicamente representantes do Poder Executivo, do Conselho Municipal da Saúde, do Judiciário, do CIVAP, do Hospital Regional e da Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Assis tocaram o sino do setor oncológico.

Cidade

Policlínica FEMA Vitória é inaugurada em Assis

Essa é a primeira de sete novas unidades de atendimento de saúde para a comunidade.

Publicado em

Assessoria
Policlínica FEMA Vitória é inaugurada em Assis (Foto: Departamento de Comunicação)
Policlínica FEMA Vitória é inaugurada em Assis (Foto: Departamento de Comunicação)

A FEMA, em parceria com a Prefeitura de Assis, inaugurou hoje a Policlínica FEMA Vitória. Essa é a primeira de sete novas unidades de atendimento de saúde para a comunidade.

A proposta é trazer os alunos de medicina para fora da sala de aula e dar a oportunidade, de na prática, um atendimento mais humanizado atendendo exclusivamente pelo SUS.

“Aqui damos o pontapé inicial para que os pacientes do SUS tenham um atendimento próximo. Com essa parceria nós aumentamos o número de pessoas no atendimento a nossa população, e tudo supervisionado pelos professores”, comenta o prefeito José Fernandes.

Continue lendo

Saúde

Sábado é Dia D Vacinação contra o Sarampo

Crianças de 6 meses até 5 anos devem se vacinar.

Publicado em

Assessoria
Sábado é Dia D Vacinação contra o Sarampo (Foto: Departamento de Comunicação)
Sábado é Dia D Vacinação contra o Sarampo (Foto: Departamento de Comunicação)

Neste sábado (19), será realizado o Dia D Vacinação contra o Sarampo. Crianças de 6 meses até 5 anos devem se vacinar.

A vacinação será feita na Unidade de Saúde Fiúza, das 8 às 17 horas.

É importante levar a Caderneta de Vacinação da criança.

Continue lendo

Estilo de vida

Percebeu gordura no xixi? Saiba o que pode ser e como tratar

A presença de gordura na urina pode indicar problemas na função renal e, por isso, deve ser investigada cuidadosamente.

Publicado em

Do Metrópoles
DOUGLAS SACHA/GETTYIMAGES
DOUGLAS SACHA/GETTYIMAGES

Além da coloração, existe outro aspecto importante para se prestar atenção na urina: a presença de gordura. Anormal, a situação é um provável sintoma de problemas nos rins, sendo necessária a realização de exames para diagnosticar a causa.

A gordura pode ser percebida por meio do aspecto turvo ou meio oleoso da urina, mas apenas com o teste é feita a confirmação. Ao microscópio, é possível observar a presença de gotículas de gordura, estruturas ovais, cilindros formados por células de gordura e cristais de colesterol. A identificação das estruturas é o primeiro passo para que o médico identifique a causa e inicie o tratamento adequado.

O que pode ser a gordura na urina

1. Síndrome nefrótica
A síndrome nefrótica é uma das principais situações em que se observa gordura na urina. Ela é caracterizada pela excreção excessiva de proteínas devido à lesão constante nos vasos sanguíneos dos rins, podendo acontecer em consequência da diabetes, do lúpus ou de doenças cardíacas, por exemplo.

Além do aspecto oleoso na urina, é possível perceber o xixi um pouco espumoso e um inchaço nos tornozelos ou pés.

O que fazer: Quando a presença de gordura na urina ocorre devido à síndrome nefrótica, o tratamento indicado pelo nefrologista inclui remédios para diminuir a pressão, diuréticos ou medicamentos que diminuam a atividade do sistema imunológico, para diminuir a inflamação. Também são feitas mudanças na dieta.

2. Desidratação
No caso de desidratação, além da presença de gordura, a urina torna-se mais concentrada, com cheiro forte e cor escura.

A desidratação pode acontecer como consequência de doenças ou devido a quantidades insuficientes de água durante o dia.

O que fazer: É importante beber pelo menos 2 litros de água ou líquidos por dia, para evitar a desidratação, além de beber água durante e após a atividade física. No entanto, em casos de desidratação severa, é importante que a pessoa seja levada rapidamente para o hospital ou pronto-socorro mais próximo e receba soro na veia para restabelecer a hidratação.

3. Cetose
A cetose é uma situação caracterizada pela produção de energia a partir da gordura quando não há glicose suficiente no organismo, sendo considerada um processo natural do corpo. Dessa forma, como resposta a períodos de jejum ou dieta restrita, as células de gordura são destruídas e há a formação de corpos cetônicos que podem ser identificados na urina.

No entanto, quanto maior a produção de corpos cetônicos e maior quantidade na urina, maior é o aspecto gorduroso. Além disso, é possível saber que a pessoa se encontra em cetose devido ao hálito forte e característico dessa situação, aumento da sede, diminuição da fome e dor de cabeça, por exemplo.

O que fazer: Apesar de o processo ser natural, é importante ter atenção à quantidade de corpos cetônicos no sangue e na urina, pois o aumento pode diminuir o pH sanguíneo. É recomendado evitar ficar longos períodos em jejum sem que haja recomendação do médico ou nutricionista. A realização de dietas restritas, como a cetogênica, sem acompanhamento especializado, também não é indicada.

4. Quilúria
A quilúria é uma situação caracterizada pela passagem dos fluidos linfáticos do intestino para os rins, resultando no aspecto meio leitoso e gorduroso da urina, isso porque boa parte da gordura da dieta é absorvida pelos vasos linfáticos no intestino. Além da cor mais esbranquiçada e da presença de gordura, é possível que haja dor ao urinar ou aumento da vontade de fazer xixi.

O que fazer: O tratamento para quilúria deve ser feito de acordo com a causa, que pode estar relacionada a infecções, tumores, problema nos rins ou ser congênita. Em todas as situações é recomendado que a pessoa faça uma dieta pobre em lipídios e rica em proteínas e líquidos. (Com informações do portal Tua Saúde)

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas