Fique conectado

Saúde

Coronavírus: prefeitura de Bauru diz ter caso suspeito na cidade

De acordo com a Secretaria de Saúde, trata-se de uma mulher, de 18 anos, que voltou da China há 14 dias. Jovem é modelo e estava a trabalho no país asiático.

Publicado em

362

Ilustração feita pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA, mostra a morfologia do novo coronavírus, conhecido cientificamente como 2019-nCoV — Foto: Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/Handout via Reuters
Ilustração feita pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA, mostra a morfologia do novo coronavírus, conhecido cientificamente como 2019-nCoV — Foto: Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/Handout via Reuters

A Prefeitura de Bauru (SP) anunciou, no início da tarde desta terça-feira (4), que a cidade tem um caso suspeito de coronavírus.

A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde municipal. O caso ainda não foi informado pelo balanço do Ministério da Saúde, que é divulgado em boletim diário às 16h. Os casos só entram nos dados estatísticos do dia quando relatados à pasta até o meio-dia.

De acordo com a Secretaria de Saúde, trata-se de uma mulher, de 18 anos, que voltou da China há 14 dias. A jovem apresentou sinais e sintomas da contaminação no dia 2 de fevereiro, sendo febre, tosse e coriza.

A jovem é uma modelo que estava a trabalho na China.

A prefeitura ainda informou que a paciente permanece em isolamento social até a remissão dos sintomas e não foi necessário internação.

“A Secretaria ressalta que todas as medidas foram tomadas de acordo com os protocolos preconizados pela Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde”, completa.

De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde, com dados até as 12h desta terça-feira, o Brasil estava com 14 casos suspeitos de coronavírus. Destes, sete eram do estado de São Paulo, sendo quatro na capital paulista e três no interior.

Outros estados com casos suspeitos confirmados são: Rio de Janeiro (1), Rio Grande do Sul (4) e Santa Catarina (2).

Saúde

Pelo meno 64 casos de Dengue são confirmados em Assis

A Secretaria da Saúde de Assis informa ainda que outras 80 suspeitas aguardam resultado.

Publicado em

Do AssisNews
Dengue
Pelo meno 64 casos de Dengue são confirmados em Assis (Foto: Departamento de Comunicação)

Somente nos dois primeiros meses do ano, o município de Assis (SP) já confirmou pelo menos 64 casos positivos de dengue.

Para conter que mais casos sejam registrados nesse período que é propício à proliferação do mosquito Aedes aegypti, a Secretaria da Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, pede colaboração da população.

Esse é um período do ano que aliado à falta de cuidado com recipientes que acumulam água faz com que o Aedes aegypti se prolifere com rapidez.

Ainda com 64 casos confirmada, Assis é uma das cidades da região que registra o menor número de casos por habitante. Em Palmital (SP) 279 casos foram confirmados por exames laboratoriais, enquanto há outras 931 notificações.

A Secretaria da Saúde de Assis informa ainda que outras 80 suspeitas aguardam resultado.

Continue lendo

Região

Palmital tem 931 notificações e 279 casos confirmados de dengue

Ainda há 551 casos suspeitos em investigação na qual os pacientes ainda aguardam a coleta de sangue para exame.

Publicado em

Do Jornal da Comarca

A Secretaria de Saúde da Prefeitura, por meio da Vigilância Epidemiológica, atualizou informações sobre a epidemia de dengue em Palmital (SP). Segundo o órgão municipal, do dia 1º de janeiro até esta quarta-feira (19/02), foram realizadas 931 notificações de pessoas que foram atendidas em unidades de saúde com sintomas da doença, com 279 casos confirmados por exames laboratoriais. Outros 101 foram negativos. Ainda há 551 casos suspeitos em investigação na qual os pacientes ainda aguardam a coleta de sangue para exame ou esperam os laudos de sorologia do Instituto Adolf Lutz de Marília.

Para frear o avanço da doença, que já causou mortes na região, a Prefeitura está mobilizando equipes para um intenso trabalho de combate ao Aedes aegypti. Além das ações de bloqueio a focos, nebulização e arrastão de limpeza, a administração municipal faz campanha que pede a colaboração da população para manter residências, quintais e terrenos limpos e livres de criadouros do mosquito transmissor.

Na terça-feira (18/02), a Secretaria de Saúde da Prefeitura iniciou um arrastão contra a dengue, que tem o objetivo visitar residências e imóveis para remover os criadouros do Aedes aegypti. O trabalho de visitação está a cargo das equipes de agentes comunitários do programa Estratégia Saúde da Família (ESF), com o reforço de funcionários da Secretaria de Esportes e da Vigilância de Saúde.

O arrastão foi iniciado pela região do Afonso Negrão e a área da Vila Volga, partindo em direção ao São José e os conjuntos habitacionais Miguel Huertas, Inocente Osés, Waldyr Faro e Albino Rainho. O trabalho reforça as ações das equipes de Controle de Endemias que estão realizando o bloqueio a criadouros e a nebulização para erradicar o mosquito na fase adulta, com o objetivo de frear a transmissão da doença em regiões com maior número de casos.

Nesta quarta-feira, agentes de controle de endemias realizaram a nebulização em área do bairro São José que compreende quadras nas ruas Estados Unidos, Olímpio Braga, Horácio da Silva Leite, Pio XII, Emílio Rorato e Henrique Alberto da Silva. Outros agentes estavam fazendo visitas a imóveis para a erradicação de criadouros na rebião do Jardim São Francisco, nas proximidades dos núcleos do ESF II e III, onde os trabalhos de nebulização devem ser realizados nesta quinta-feira (20/02).

EPIDEMIA
A Secretaria de Saúde montou uma sala de hidratação e apoio aos pacientes, com equipe médica e de enfermagem, no Centro de Diagnóstico da Santa Casa, com o objetivo de desafogar o fluxo nas unidades do ESF e no Pronto-Socorro Municipal. O local, que tem inicialmente dez leitos, possibilita que doentes recebam soro e cuidados para enfrentar os sintomas da dengue.

A atual epidemia é atribuída ao aumento da infestação do mosquito transmissor e à circulação de um novo tipo de vírus da dengue em Palmital. “A doença tem quatro sorotipos diferentes. Em 2015, quando houve grande número de casos e nos períodos seguintes, a variedade era do tipo 1. Agora, verificamos em Palmital a contaminação pelo tipo 2, que circulou pela região em anos anteriores e fez muitas vítimas”, explicou a secretária Daniele Andrade dos Santos.

Continue lendo

Saúde

P.A. Maria Isabel tem atendimento diferenciado nessa sexta, 21

Medida foi adotada devido a nebulização que será realizada no local.

Publicado em

Assessoria
Pronto Atendimento da Vila Maria Isabel (Foto: Departamento de Comunicação)
Pronto Atendimento da Vila Maria Isabel (Foto: Departamento de Comunicação)

A Prefeitura de Assis informa que nessa sexta-feira (21), o Pronto Atendimento Maria Isabel terá horário diferenciado de atendimento ao público.

A Unidade estará aberta das 7h às 17 horas, pois após esse horário o local será nebulizado, como medida de combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas