Hospital Regional pode abrir cinco leitos de enfermaria e cinco de UTI para COVID nas próximas horas

Leitos de UTI no Hospital Regional

Leitos de UTI no Hospital Regional

A direção do Hospital Regional de Assis (SP) poderá oferecer cinco vagas de enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes diagnosticados com COVID-19 nas próximas horas, ainda neste domingo (17). A informação é do Jornal da Segunda (JSOL).

Neste sábado (16), a diretora da unidade hospitalar, médica Lenilda Ramos, esteve acompanhando a movimentação dos profissionais onde os leitos já foram instalados com os respectivos equipamentos de suporte aos médicos intensivistas.

Por determinação superior, a direção do Hospital Regional só pode se manifestar publicamente ou conceder entrevistas com autorização da Secretaria Estadual da Saúde.

Uma técnica da Secretaria municipal da Saúde, ouvida pelo JSOL, mostrava-se confiante na oferta deste leitos do Hospital Regional. “Nossa expectativa é que sejam ofertados cinco leitos de UTI e enfermaria ainda neste domingo”, disse ela, que preferiu não ter seu nome divulgado.

Atendendo a um documento assinado por prefeitos da região solicitando a abertura de vagas no Hospital Regional de Assis, a Secretaria Estadual da Saúde autorizou a abertura de dez leitos de UTI e 20 de enfermaria.

OCUPAÇÃO

De acordo com o monitoramento diário, realizado pela Divisão Regional de Saúde, a taxa de ocupação hospitalar na região de Assis continuava muito alta neste sábado, dia 16 de janeiro.

A Santa Casa de Misericórdia de Assis estava com 11 leitos de enfermaria ocupados dos 20 disponibilizados para pacientes de COVID. Na UTI, a situação era ainda preocupante. Dos 15 leitos, 12 estavam ocupados, o que representa uma ocupação de 80% das vagas.

No Hospital e Maternidade de Assis, que recebe pacientes particulares de convênios, havia lotação máxima na enfermaria e UTI. Todos os 14 leitos de enfermaria e os quatro de UTI estavam ocupados.

Em Paraguaçu Paulista, a Santa Casa estava com os cinco leitos de UTI para pacientes SUS ocupados.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA