Casos de dengue em Assis aumentam e Prefeitura alerta para os riscos da doença

Cidade registra 220 casos e a prevenção é a única solução para controlar a proliferação do Aedes aegypti.

Casos de dengue em Assis aumentam e Prefeitura alerta para os riscos da doença (Foto: Departamento de Comunicação)

Casos de dengue em Assis aumentam e Prefeitura alerta para os riscos da doença (Foto: Departamento de Comunicação)

Dados da Secretaria Municipal da Saúde de Assis registram que a cidade teve um aumento em 220 casos positivos de dengue, desde o início do ano em todo Município.

O coordenador de Endemias, Rodrigo Caetano, alerta para os cuidados necessários que os moradores precisam tomar para conter a proliferação da doença.

Segundo Rodrigo, em virtude da pandemia, os moradores estão mais cautelosos e estão evitando receber os agentes nas residências para vistoria dos quintais e demais orientações contra a dengue.

“Infelizmente os moradores estão mais tímidos em recepcionar nossos agentes. Isso, de certa forma, prejudica todo o trabalho de conscientização desenvolvido pelos agentes nas residências. Todos devem e podem fazer a sua parte para eliminar o mosquito, mas muitos ainda insistem em manter materiais inservíveis e outros entulhos nos quintais. Enquanto tiver água parada, a proliferação das larvas acontecerá rapidamente, com isso, aumentam as chances do morador ser picado pelo mosquito e ser contaminado pela doença dentro da própria casa”, destaca Rodrigo.

Ele ressalta que o Departamento de Endemias tem realizado constantemente as ações de bloqueio nos bairros, e que os agentes de Endemias, diariamente, insistem nas visitas domiciliares para orientar e conscientizar os moradores quanto aos cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Casos de dengue em Assis aumentam e Prefeitura alerta para os riscos da doença (Foto: Departamento de Comunicação)
Casos de dengue em Assis aumentam e Prefeitura alerta para os riscos da doença (Foto: Departamento de Comunicação)

#MAIS LIDAS DA SEMANA