Notas Falsas estão circulando em Paraguaçu
Notas Falsas estão circulando em Paraguaçu

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Paraguaçu Paulista, ACEPP, Ricardo Prado de Oliveira, está alertando os comerciantes associado, para que fiquem atentos com o recebimento de notas no comércio em geral, em razão da existência de notas falsas sendo espalhadas na cidade. “Isto é um perigo em todos os sentidos pelo prejuízo em não reaver a mercadoria e a ameaça de ser enquadrado como estelionatário, caso repasse a nota falsa, mesmo sem saber”. O presidente  pede para que os funcionários das lojas, principalmente aqueles que ficam nos caixas, que dobrem a atenção.

Com a existência das novas notas que lentamente estão sendo colocadas em circulação pelo Banco Central, alguns golpistas se aproveitam da mudança de uma nota do mesmo valor ser diferente, para confundir o comerciante ou o comerciário. “Uma vez desatento, tudo é possível”, frisou o Ricardo ao sugerir um treinamento rápido com os funcionários do setor financeiro. “Saber as diferenças e principalmente os sinais de uma nota verdadeira são fundamentais neste trabalho preventivo”, comentou o presidente.

O comerciante que receber uma cédula falsa, deve procurar uma agência bancária ou uma representação do BC para solicitar o exame da nota. Será entregue um protocolo para a pessoa e será verificada a autenticidade da cédula. Se for verdadeira, o que quase nunca ocorre, ela é devolvida.

Caso contrário, o prejuízo é do portador da moeda. Para não arcar com esse prejuízo, muitos dos que recebem dinheiro falso repassam a moeda no comércio. Mas é bom lembrar que, mesmo tendo recebido a nota de boa fé, ao tentar repassá-la a pessoa pode ser condenada a uma pena de seis meses a dois anos de detenção. Para o falsificador, conforme o artigo 289 do Código Penal, a pena varia de três a 12 anos de reclusão.

Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.