Acordo entre entidades antecipa feriado de 9 de Julho para esta segunda

Somente abrirão na segunda-feira, dia 16 de fevereiro, hipermercados, supermercados, farmácias e drogarias.

A medida irá valer para 13 cidades da região (Foto: AssisNews)

Um amplo acordo envolvendo o Sindicato do Comércio Varejista do Município de Assis (Sincovama), Sindicato dos Empregados no Comércio de Assis e Região e Associação Comercial e Industrial de Assis (Acia) permitiu que o feriado de 9 de  julho fosse antecipado para o dia 16 de fevereiro, segunda-feira de Carnaval. Dessa forma, nesta segunda-feira, 16,  o comércio de Assis estará fechado, enquanto no dia 9 de julho, em função do acordo, funcionará normalmente.

Entretanto, o acordo permite que hipermercados, supermercados, farmácias e drogarias possam ficar abertos nesta segunda-feira. São segmentos que necessariamente as pessoas procuram, e por isso, a decisão de deixá-los abertos.

Os demais segmentos de mercado não poderão abrir em função deste acordo. O presidente do Sincomerciários, Vagner Campos, já alertou que não assinará nenhum acordo em separado para que empresas de outros segmentos que não sejam aquelas que constam no acordo possam abrir. Caso haja desrespeito ao acordo, estas empresas poderão sofrer multas.

A medida vale para as cidades de Assis, Cândido Mota, Palmital, Borá, Cruzália, Echaporã, Florínea, João Ramalho, Maracaí, Pedrinhas Paulista, Platina, Quatá e Tarumã. Assinaram o acordo o presidente do Sincovama, Carlos Binato; o presidente do Sincomerciários, Vagner Campos; e o presidente do Sincovap, Angelo Breganó.

Na visão dos dirigentes sindicais, este acordo vai contemplar tanto os proprietários de empresas quanto os comerciários que poderão desfrutar de uma folga antecipada, e dessa forma, contar com um feriado prolongado. Além disso, ao antecipar o feriado de 9 de julho, entendem que todos os segmentos do comércio sairão ganhando com esta medida, já que por se tratar de um feriado que cairá numa quinta-feira em julho, faria com que muitas pessoas de Assis e região pudessem viajar para outros Estados, o que traria inúmeros prejuízos aos mais diversos segmentos locais.

#MAIS LIDAS DA SEMANA