Comércio atende em horário diferenciado neste final de semana e a expectativa é positiva para o Dia dos Namorados

Comércio ficará aberto até as 22 horas na sexta-feira (9). Comércio varejista paulista deve faturar alta real de 3% na comparação com mesmo mês de 2016.

Comércio de Assis terá horário diferenciado neste Dia dos Namorados (Foto: Reprodução)

Os comércios de Assis abrem suas portas nesta sexta-feira (9), das 9h às 22 horas e no sábado, dia 10, das 9h às 17 horas. A expectativa é positiva em relação as vendas, de acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomercio/SP), o comércio varejista paulista deve faturar alta real de 3% na comparação com mesmo mês de 2016.

Quem observar nas redes sociais da ACIA – Associação Comercial e Industrial de Assis, a campanha em alusão a data comemorativa “Café da manhã especial, jantar romântico ou ir às compras? – Seja qual for a comemoração favorita, no comércio de Assis você encontra as melhores oportunidades para transformar o Dia dos Namorados em uma data inesquecível!”, fortalece a prestação de serviços, a rede hoteleira e gastronômica e as lojas do município.

“Temos tudo em Assis para os consumidores da cidade e de toda a região, tanto na prestação de serviços, quanto na rede hoteleira, gastronômica e nas lojas para presentar quem amamos e a data não passar em branco. Prestigie o comércio assisense”, ressalta a gerente da Associação, Gheisa Alexandre.

Presidente da ACIA acredita que Dia dos Namorados deve alavancar as vendas no comércio (Foto: Divulgação)

Na avaliação do presidente da ACIA, Nami Sabeh, essa alta prevista pela Fecomércio/SP nas vendas será motivada pela combinação positiva de variáveis determinantes de consumo, como juros e inflação em queda, que também devem impulsionar a venda de produtos relacionados à data comemorativa. “A queda notória da inflação, o ciclo de cortes na taxa básica de juros e a elevação na renda agrícola devido ao aumento das exportações das commodities acabam gerando esse clima favorável de crescimento das vendas no comércio”, destaca.

#MAIS LIDAS DA SEMANA