Oficina Cultural Tarsila do Amaral promove o V Festival da Palavra

Promovido pela Oficina Cultural Tarsila do Amaral e pela UNESP de Assis nos dias 6 e 7, o evento conta com shows, debates e aula aberta sobre a vida e a obra de Torquato Neto.

Banda Fuleragem apresentam o Show: Fuleragem Toca Novos Baianos (Foto: Divulgação)

Nos 6 e 7 de novembro, acontece o V Festival da Palavra, no município de Assis. A programação conta com shows, saraus, oficinas e intervenções como objetivo de envolver alunos, professores, artistas, palestrantes, convidados e a comunidade local. Promovido pela Oficina Cultural Tarsila do Amaral – unidade da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, gerenciado pela POIESIS Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura – em parceria com a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita do município de Assis, o Festival da Palavra é um momento de imersão artística que acontece anualmente na instituição.

Neste ano, o tema do evento é “Arte e Resistência e o amor em tempos de exílio”, levando em conta que através da arte podemos resistir e enfrentar a dor, a solidão, a injustiça e lutar contra a indiferença e os preconceitos, na busca comum de uma sociedade melhor.

A declamação será feita por Fernanda de Almeida Prado (Foto: Divulgação)

O coletivo Chama Poética abre o evento no dia 6, às 15h, com a Intervenção Lítero Musical: O amor nos tempos de exílio. A apresentação consiste em proporcionar um ambiente de cultura e de estímulo à apreciação musical, por meio da poesia, música e contação de histórias. A declamação será feita por Fernanda de Almeida Prado, acompanhada pelos artistas Alexandre Mello (ator, compositor e cantor), Ana Flávia de Almeida (atriz e contadora de histórias) e Luis Aranha (músico, compositor e cantor).

Às 20h, acontece o Show: O Mundo é Mau, Mas é uma Maravilha de Gabriel de Almeida Prado. O cantor expressa seu olhar poético com a sua música, cantando canções sobre problemas existências e amorosos da vida. Os variados ritmos apresentados durante o show o ajudam a cantar (e contar) os contraditórios e complementares lados de um mundo que, sim, é mau, mas, apesar disso, não deixa de nos surpreender com suas maravilhas. Gabriel de Almeida Prado (voz) é acompanhado por Liw Ferreira (guitarra e bandolim), Rogério Clementino (baixo) e Vitor Coimbra (bateria).

A cantora Kana apresenta às 21h30 seu Show: Em Obras. A cantora apresenta um repertório que mescla jazz, samba, baiões, xotes, choro, reggaes e canções de sua autoria, sem deixar de fora as mais conhecidas do público como Pipoca, Beijo e Bye Bye Japão (todas com Léo Nogueira) e O Amor Viajou, canção do novo disco, em parceria com Zeca Baleiro. Kana está na voz e violão e será acompanhada por Liw Ferreira, multi-instrumentista e Beatriz Pacheco no saxofone.

No dia 7, às 8h30, acontece a Aula aberta: Torquato Neto – A Trajetória do Anjo Louco, com o professor e doutor em Estudos Literários pela Unes, Paulo Andrade. A aula tem como proposta analisar historicamente, com rigor e sensibilidade, a trajetória de vida e o sentido da produção literária e heroica do poeta Torquato Neto – um dos personagens mais marcantes da cultura de seu tempo, os anos 60/70.

Às 14h começa a Mesa: Arte e Resistência. A palestra se desenvolverá a partir do relato de Ñasaindy Barrett de Araújo (Nay) sobre sua história de vida e sua relação com a arte como forma de resistência, buscando evidenciar os processos que refletiram na construção da sua identidade, expressividade artística, formação política e cidadã. Para ilustrar os fatos, serão apresentadas imagens, poemas, entre outros materiais relevantes, que servirão de linha condutora para compor a história contada. A mediação será feita por Fernanda de Almeida Prado.

Às 22h, acontece a Intervenção Cênica e musical: A Palavra. A palavra, nossa personagem principal, carregada de seus significados, signos, imagens, desenha um roteiro, tece a trama entre o silêncio, o canto e a fala nesta intervenção cênica realizada por Rubi no palco. Gilberto Gil, Chico César, Cazuza, Nelson Cavaquinho, Caetano Veloso entre outros, alinham-se à prosa-poética-musical de Gero Camilo, compondo uma reflexão amorosa sobre o viver e os anseios da alma humana.

Às 23h30 a Banda Fuleragem sobe ao palco do espaço Buracanã para o Show: Fuleragem Toca Novos Baianos. No repertório, uma síntese entre a música brasileira e o rock n” roll da década de 60 e 70. A proposta do show é unir gêneros musicais brasileiros com elementos do rock e jazz, para criar uma sonoridade única, tocando arranjos inéditos para canções de Adoniran Barbosa, Chico Buarque, Luiz Gonzaga, Novos Baianos entre outros. Pedro Keiner (violão, voz e arranjos) é acompanhado por André Salmerón (baixo), Fernando Amaro (bateria) e Vinícius Sampaio (guitarra).

Confira a programação completa:

Dia 06 de novembro – quinta feira

MÚSICA
15h  - INTERVENÇÃO LÍTERO  MUSICAL: O AMOR EM TEMPOS DE EXÍLIO
Coordenação: Chama Poética
Classificação livre
100 lugares (retirar convites meia hora antes no local)
Local: Salão de Atos da Unesp. Avenida: Dom Antônio, 2100 – Parque Universitário - Assis- SP
Gratuito
20h - SHOW: O MUNDO É MAU, MAS É UMA MARAVILHA
Artista: Gabriel de Almeida Prado
Classificação livre
400 – lugares (retirar convites meia hora antes no local)
Gratuito
21h30 – SHOW: EM OBRAS
Artista: Kana
Classificação livre
400 – lugares (retirar convites meia hora antes no local)
Local: Teatro Municipal “Padre Enzo Ticinelli”. Rua: Floriano Peixoto, 757 - Assis - SP

Dia 7 de novembro, sexta-feira
LITERATURA
8:30h – AULA ABERTA: TORQUATO NETO – A TRAJETÓRIO DO ANJO LOUCO
Coordenação: Paulo Andrade
Público: estudantes e interessados em literatura, a partir de 16 anos
Inscrições: 20/10 a 6/11 (Secretaria da UNESP)
100 vagas
Local: Salão de Atos da Unesp. Avenida: Dom Antônio, 2100 – Parque Universitário - Assis - SP
Gratuito
14h – MESA: ARTE E RESISTÊNCIA
Mediadora: Fernanda de Almeida Prado
Palestrante: Ñasaindy Barrett de Araújo (Nay)
Público: estudantes do curso da Unesp e demais interessados em literatura, a partir de 16 anos
Inscrições: 20/10 a 6/11 (Secretaria da UNESP)
100 vagas
Local: Salão de Atos da Unesp. Avenida: Dom Antônio, 2100 – Parque Universitário - Assis - SP
Gratuito

MÚSICA
22h – INTERVENÇÃO CÊNICA E MUSICAL: A PALAVRA
Artista: Rubi
Classificação livre
1500 lugares (retirar convites meia hora antes no local)
Local: Espaço Buracanã (Unesp). Avenida: Dom Antônio, 2100 – Parque Universitário - Assis - SP
Gratuito
23h30 – SHOW: FULERAGEM TOCA NOVOS BAIANOS
Banda Fuleragem
Classificação livre
1500 lugares (retirar convites meia hora antes no local)
Local: Espaço Buracanã (Unesp). Avenida: Dom Antônio, 2100 – Parque Universitário - Assis - SP
Gratuito

#MAIS LIDAS DA SEMANA