Cheques sem fundos registram a terceira queda mensal consecutiva e recuam ao menor patamar do ano, revela Serasa Experian

Consumidor tem preferido quitar as dívidas e evitar novos parcelamentos

Foram devolvidos pela segunda vez por falta de fundos, em todo o país, 1,87% do total de cheques compensados em setembro de 2012, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Foi a terceira queda mensal consecutiva e o menor percentual de devolução de cheques verificado em 2012. Em agosto último, houve 1,97% de devoluções, e em setembro do ano anterior, 1,82%. Já no acumulado do ano, os cheques devolvidos registraram 2,03%, patamar maior que os 1,92% observados de janeiro a setembro de 2011.

Para os economistas da Serasa Experian, o recuo dos cheques sem fundos ante os compensados em setembro é justificado pelo fato do consumidor estar priorizando a quitação de dívidas e, assim, evitando novos parcelamentos no pré-datado.

No acumulado do ano, janeiro a setembro, a devolução de cheques por falta de fundos é superior à verificada em igual período de 2011, em decorrência do forte crescimento dos cheques não honrados no primeiro semestre deste ano.

*Veja abaixo tabela completa com os números de cheques sem fundos:

Período

Percentual Devolvidos

 

Total Devolvidos

Total Compensados

set/12

1,87%

1.312.400

70.236.920

ago/12

1,97%

1.535.806

78.137.570

set/11

1,82%

1.506.439

82.649.597

jan-set/12

2,03%

13.913.961

685.554.879

jan-set/11

1,92%

14.640.965

761.802.601

Nos estados e regiões
Nos nove primeiros meses de 2012, Roraima foi o estado com o maior percentual de cheques devolvidos (12,03%). São Paulo, por sua vez, foi o estado de menor percentual (1,49%). Entre as regiões, a Norte foi a com maior percentual de devolução de cheques de janeiro a setembro de 2012, com 4,41%. Na outra ponta do ranking está a Sudeste, com 1,61%.

#MAIS LIDAS DA SEMANA