FI-FGTS vai ampliar investimentos em infraestrutura em 2013

Após fechar 2012 com mais de R$ 4,4 bilhões investidos, Fundo vai disponibilizar R$ 9 bilhões para infraestrutura

O Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS) vai disponibilizar, em 2013, R$ 9 bilhões para investimentoem infraestrutura. O Fundo, gerido pela CAIXA, terminou 2012 com oito novos investimentos, que representaram um total de R$ 4,4 bilhões distribuídos entre os setores de energia, portos, rodovias, ferrovias e hidrovias. Desde a sua criação, em 2007, o FI-FGTS já investiu R$ 22,4 bilhões em infraestrutura.

De acordo com o presidente do Comitê de Investimento do FI-FGTS e representante da sociedade civil, Jacy Afonso, as perspectivas de investimento para 2013 são favoráveis, com o Fundo contando com mais de R$ 9 bilhões disponíveis para novos investimentos. “O panorama para o setor de infraestrutura em 2013 está em linha com o cenário do setor em 2012, onde a taxa de juros real atingiu mínima histórica impulsionando a emissão de títulos de dívida privada pelas companhias de infraestrutura. Além disso, o governo tem realizado iniciativas para criar alternativas para o financiamento de longo prazo, a economia aponta sinais de retomada da trajetória de crescimento e, por fim, vultosos investimentos em infraestrutura estão previstos, como os anunciados pelo Programa de Investimentos em Logística, o que deve impulsionar novos desembolsos do FI-FGTS”, comentou o presidente.

O FI-FGTS está atualmente analisando mais de 20 operações nos mais diversos setores, que representam aproximadamente R$ 5 bilhões em novos investimentos.  “O FI-FGTS se posicionará como importante agente financeiro para apoiar os vencedores dos leilões no âmbito do Programa de Investimentos em Logística – PIL, que prevê investimentos de R$ 133 bilhões nas novas concessões de Rodovias e Ferrovias. O Fundo tem condições competitivas que podem complementar com outras fontes de financiamento e agregar valor aos relevantes projetos que serão leiloados. Além dos 20 projetos já em análise, os projetos do PIL já estão no foco de análise dos membros do comitê para2013”, disse Jacy.

O FI-FGTS avalia os leilões das novas concessões de rodovias e ferrovias que acontecerão em 2013 como uma excelente oportunidade de diversificar as suas aplicações. Além disso, o Fundo estará aberto às negociações com os vencedores dessas licitações de forma a avaliar as diversas possibilidades de participação nos projetos, tanto com financiamento, quanto com participação acionária. “O FI-FGTS considera em seus investimentos, além da viabilidade econômico-financeira, a relevância estratégica para o país, o nível de geração de empregos e os impactos socioambientais”, comento Jacy Afonso.

FI-FGTS
Um dos maiores fundos de investimento em infraestrutura do mundo, o Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, FI-FGTS, foi criado para ampliar o escopo e as formas de aplicação dos recursos do FGTS, que passaram a ser realizadas, também, em empreendimentos dos setores de energia, rodovia, ferrovia, porto e saneamento por meio de instrumentos do mercado financeiro. O volume e a natureza dos investimentos o tornam agente fundamental para o desenvolvimento sustentado da economia brasileira.

#MAIS LIDAS DA SEMANA