Qualidade da banda larga fixa está dentro da meta, diz relatório da Anatel

Agência apresentou 2º relatório, com dados sobre PR, SP, MG e RJ.
Velocidade das conexões nos 4 estados variou de 2,2 Mbps a 21,2 Mbps.

Agência apresentou 2º relatório, com dados sobre PR, SP, MG e RJ.

Novo relatório da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) sobre a qualidade da banda larga fixa no país divulgado nesta sexta-feira (21) aponta que todas as empresas avaliadas cumpriam, em maio, as metas estipuladas por regulamento do setor nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná.

Este é o segundo relatório da agência sobre o tema (o primeiro foi divulgado em maio). A novidade é a inclusão dos dados colhidos de clientes do Paraná.

Por meio de equipamentos instalados em casas de voluntários, a Anatel avalia se as empresas que prestam serviço de banda larga fixa cumprem metas de velocidade média e instantânea da conexão. Na primeira, as empresas são obrigadas a entregar velocidade média no mês de, no mínimo, 60% da contratada. A segunda meta é garantir, no momento da conexão do cliente, velocidade equivalente a 20% da contratada em pelo menos 95% dos casos.

No Paraná, a velocidade média no mês de maio variou de 83,74% da contratada, registrado por clientes da Oi, a 100,12%, verificada por clientes da NET. Em São Paulo, o resultado variou de 91,33% da velocidade contratada (Vivo) a 101,59 (NET).

No Rio de Janeiro a velocidade média entregue aos clientes em relação à contratada variou de 80,5% (Oi) a 97,87% (NET). Já em Minas Gerais, a variação foi de 85,37% da velocidade contratada (Oi) a 98,12% (NET).

Em relação à velocidade instantânea da conexão, novamente as empresas cumpriram a meta nos quatro estados. A variação dos resultados foi de 97,09% (Oi, no Paraná) a 100% (GVT, no Rio, e NET, em Minas Gerais).

A Aneel também levantou a velocidade média das conexões, em megabits, nos quatro estados no mês de maio. No Paraná ela variou 3,7 Mbps (Oi) a 14,6 Mbps (GVT). Em São Paulo, a variação foi de 3,4 Mbps (CTBC) a 17,6 Mbps (GVT).

Já no Rio de Janeiro, a velocidade média das conexões de banda larga fixa foi de 5,2 Mbps (Oi) a 21,2 Mbps (GVT). Por fim, em Minas Gerais ela variou de 2,2 Mbps (CTBC) a 13,6 Mbps (GVT).

#MAIS LIDAS DA SEMANA