Impostômetro chega a R$ 1,2 trilhão neste sábado

Em 2012, valor foi registrado dia 19 de outubro, revelando aumento da carga tributária; brinquedos para o Dia das Crianças têm até 72% de impostos

No ano passado, o valor de R$ 1,2 trilhão foi alcançado dia 19/10

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo vai marcar R$ 1,2 trilhão neste sábado (12/10/13), por volta de 16h30. Este é o valor total desembolsado por todos os contribuintes brasileiros deste o primeiro dia do ano.

No ano passado, o valor de R$ 1,2 trilhão foi alcançado dia 19/10, o que mostra aumento da carga tributária.

“Por mais que seja difícil, o governo precisa implantar uma política de estabilização dos gastos e um programa gradualista de redução das despesas, de forma que elas passem a aumentar menos do que o crescimento do PIB. Isso iria evitar o aumento da tributação e liberar mais recursos para investimentos”, avalia o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Rogério Amato.

Dia das Crianças
Os pais pagarão altas taxas de impostos ao comprar presentes para as crianças. Do preço de um par de patins, 52,78% são tributos. No caso da bola de futebol, são 46,49%. A carga mais alta é a videogame Playstation: 72,18%. Quem for levar as crianças para uma sessão de teatro ou cinema vai pagar 30,25% de impostos.

Imposto na nota
Desde o dia 10 de junho deste ano, os consumidores podem visualizar, nas notas fiscais, as porcentagens de impostos embutidos em cada produto e na compra total. Nesta data, entrou em vigor a Lei n.12.741/2012, mais conhecida como Lei de Olho no Imposto, conquista da ACSP e da Facesp.

Veja lista de impostos em alguns presentes para o Dia das Crianças:
 

Produto      Carga Tributária
Aparelho MP3 ou iPOD

49,45%

Bicicleta

45,93%

Binóculos

51,71%

Bola de futebol

46,49%

Boné

35,06%

Brinquedos

39,70%

Câmera fotográfica

44,75%

Coelho de Pelúcia

29,92%

Computador até R$ 3.000,00

24,30%

DVD (cartucho)

44,20%

iPad – TABLET

39,12%

Ingressos (tickets)

40,85%

Jogos Vídeo

72,18%

Livros

15,52%

Mochilas                     

39,62%

Patins

52,78%

Playstation (video game)

72,18%

Revistas

18,73%

Roupas

34,67%

Sorvete de massa

37,98%

Sorvete picolé

37,98%

Teatro e cinema

30,25%

Televisor

44,94%

Fonte: Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT

#MAIS LIDAS DA SEMANA