Sindicato convoca bancários para assembleia nesta segunda-feira (06)

Comando Nacional orienta aceitação de proposta de reajuste de 8,5% no salário e 9% no piso. Negociação com bancos é fruto da greve.

Sindicato convoca bancários para assembleia nesta segunda-feira para avaliar nova proposta da Fenaban

A Fenaban (Federação dos Bancos) retomou as negociações com o Comando Nacional dos Bancários no quarto dia de greve, nesta sexta-feira (3), em que mais de 10 mil agências e centros administrativos nos 26 estados e no Distrito Federal paralisaram suas atividades. Na nona rodada de negociação da Campanha 2014, a nova proposta apresentada para a categoria, aumentou o índice de reajuste de 7,35% para 8,5% nos salários e demais verbas salariais, de 8% para 9% nos pisos e 12,2% no vale-refeição.

A exemplo de todo território nacional, na segunda-feira, 6 de outubro, às 9 horas, o Sindicato dos Bancários de Assis e Região convoca a categoria dos bancos privados e BB, para uma assembleia em sua sede onde será apreciada a proposta e, se tiver aceitação pelos bancários, a greve pode cessar no mesmo dia, voltando as atividades normais nas agências. E, a partir das 10 horas, acontece a assembleia da CEF para apreciação da proposta pelos empregados, também na sede do Sindicato.

Combate às metas abusivas

Os bancos incluirão também na Convenção Coletiva o compromisso de que “o monitoramento de resultados ocorra com equilíbrio, respeito e de forma positiva para prevenir conflitos nas relações de trabalho”. Trata-se de mais um passo no combate às metas abusivas, que tem provocado adoecimento e afastamento de bancários.

Além disso, a cobrança de metas passará a ser proibida não somente por SMS, mas também por qualquer outro tipo de aparelho ou plataforma digital.

Dias parados

A Fenaban propõe a compensação dos dias parados durante a greve, na forma de uma hora por dia no período de 15 de outubro a 31 de outubro, para quem trabalha seis horas, e uma hora por dia no período entre 15 de outubro e 7 de novembro, para quem trabalha oito horas.

Outros avanços nas negociações com a Fenaban

A proposta inclui ainda os avanços apresentados pelos bancos ao longo das negociações sobre saúde e condições de trabalho, tais como:

Certificação CPA 10 e CPA 20 – Quando exigido pelos bancos, os trabalhadores terão reembolso do custo da prova em caso de aprovação.

Adiantamento de 13º salário para os afastados – Quando o bancário estiver recebendo complementação salarial, terá também direito ao adiantamento do 13º salário, a exemplo dos demais empregados.

Reabilitação profissional – Cada banco fará a discussão sobre o programa de retorno ao trabalho com o movimento sindical.

Gestantes – As bancárias demitidas que comprovarem estar grávidas no período do aviso prévio serão readmitidas automaticamente.

Casais homoafetivos – Os bancos irão divulgar a cláusula de extensão dos direitos aos casais homoafetivos, informando que a opção deve ser feita diretamente com a área de RH de cada banco, e não mais com o gestor imediato, para evitar constrangimentos e discriminações.

Novas tecnologias – Realização de seminários periódicos para discutir sobre tendências de novas tecnologias.

Campanha sobre assédio sexual – Os bancos assumiram o compromisso de realizar uma campanha junto com os bancários para combater o assédio sexual no trabalho.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA