Fique conectado

Economia

Prorrogado prazo para saques do PIS/Pasep ano-base 2016

Quase 2 milhões de trabalhadores não sacaram o benefício; valor disponível chega a R$ 1,44 bilhão e poderá ser retirado de 26 de julho até 30 de dezembro.

Publicado em

385

Prorrogado prazo para saques do PIS/Pasep ano-base 2016 (Foto: Reprodução/TV Fronteira)

O governo decidiu prorrogar o período para saques do abono salarial PIS/Pasep ano-base 2016. O prazo havia terminado no dia 29 de junho. Segundo o Ministério do Trabalho, quase 2 milhões de trabalhadores não sacaram o benefício, o que corresponde a 7,97% do total de pessoas com direito ao recurso.

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) autorizou a prorrogação do período de pagamento do abono salarial. Com isso, os trabalhadores poderão retirar o dinheiro a partir de 26 de julho até 30 de dezembro.

O valor ainda disponível chega a R$ 1,44 bilhão. Este é o terceiro ano consecutivo em que ocorre prorrogação. Segundo o governo, a nova prorrogação atende pedido dos representantes dos trabalhadores no Codefat.

No dia 26 de julho também começará a ser pago o benefício referente ao ano-base 2017.  A estimativa é de que sejam destinados R$ 18,1 bilhões a 23,5 milhões de trabalhadores.

Quem tem direito

Tem direito ao abono salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2016. É preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), ano-base 2016.

O valor que cada trabalhador tem para sacar depende de quanto tempo ele trabalhou formalmente em 2016. Quem trabalhou o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo (R$ 954). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é R$ 80.

Se não for sacado, o valor retornará para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para pagamento de seguro-desemprego e do abono salarial do próximo ano.

Como sacar

Para sacar o abono do PIS, o trabalhador que possuir Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Se não tiver o Cartão do Cidadão, pode receber o valor em qualquer agência da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação.

Informações sobre o PIS também podem ser obtidas pelo telefone 0800-726-02-07 da Caixa. O trabalhador pode fazer uma consulta ainda no site www.caixa.gov.br/PIS, em Consultar Pagamento. Para isso, é preciso ter o número do NIS (PIS/Pasep) em mãos.

Os servidores públicos que têm direito ao Pasep precisam verificar se houve depósito em conta. Caso isso não tenha ocorrido, precisam procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.

Fundos PIS/Pasep

Já a liberação dos saques dos recursos do Fundo PIS-Pasep para quem tem a partir de 57 anos será retomado em agosto. Têm direito a esse dinheiro os trabalhadores de organizações públicas e privadas que contribuíram para o PIS ou para o Pasep até 4 de outubro de 1988 e que não tenham resgatado todo o saldo. Quem passou a contribuir após essa data não tem saldos para resgate.

A partir de 8 de agosto, recebem o dinheiro em conta os correntistas de todas as idades da Caixa e BB, no total de R$ 5 bilhões.

E a partir do dia 14 de agosto, estão liberados os saques para os cotistas de todas as idades, incluindo os que não realizarem o saque na primeira etapa. Todos esses beneficiários com menos de 60 anos terão até o dia 28 de setembro para sacar o dinheiro.

Quem deixar para sacar as cotas do Fundo PIS-Pasep a partir de agosto terá os saldos das contas corrigidos com base no rendimento obtido nos últimos 12 meses pelo fundo, e a estimativa é de um aumento entre 8% e 10%.

Economia

Supermercados de Assis e região ficarão fechados nesta Sexta-feira Santa

Já no sábado, funcionamento será normal.

Publicado em

Do AssisNews

O Sincomerciários de Assis, com apoio da Fecomerciários, assinou na última semana, o Termo de Compromisso com várias empresas do ramo supermercadista da cidade e região que garante ao comerciário folga na Sexta-feira Santa, no dia 19 de abril.

De acordo com o documento, ‘as empresas comerciais do ramo de gêneros alimentícios estão cientes da proibição de abertura e funcionamento de seus estabelecimentos comerciais no dia 19, comprometendo a dar cumprimento às normas da CCT – Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019 em vigor, mantendo fechados os respectivos estabelecimentos, deixando de convocar os funcionários para o trabalho nesta data’.

O documento foi assinado pelos Supermercados da Rede 20, Amigão, Rede Avenida, São Judas Tadeu, Kané, Neves, Pag Poko, Compre Center, Kawakami, Superbom, Martins, Tá Barato e Walmart.

Para o presidente do Sincomerciários, Vagner Campos, esta é uma vitória do Sindicato que luta sempre pelos direitos dos trabalhadores. “Nosso intuito é a garantia do direito do comerciário e o bom relacionamento entre a empresa e o empregado”, ressalta.

Continue lendo

Economia

Governo estima salário mínimo para 2020

Atualmente o salário mínimo é de R$ 998,00.

Publicado em

Agência Estado

O governo estimou o salário mínimo em R$ 1.040,00 no ano que vem, de acordo com o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) divulgado nesta segunda-feira, 15. Este ano, o salário mínimo está em R$ 998,00.

No relatório bimestral de março, a equipe econômica havia previsto que o índice que reajusta o piso nacional deve ficar em 4,2% este ano, o que resultaria num valor próximo a R$ 1.040,00.

Para 2021, o mínimo previsto na PLDO é de R$ 1.082,00. Para 2022, a estimativa é de R$ 1.123,00.

Continue lendo

Economia

Cadastro atualizado amplia acesso do cliente a informações e serviços

Atualize seus dados com a Energisa Sul-Sudeste e facilite o seu dia a dia.

Publicado em

Do AssisNews

Quando contratamos um serviço é importante conhecermos como ele funciona e de que forma podemos contribuir para que tenhamos comodidade e praticidade no nosso dia a dia. No caso do fornecimento de energia elétrica também é assim, manter os dados atualizados permite que o cliente se mantenha informado sobre o serviço e ainda evita imprevistos para quem muda de residência ou imóvel comercial.

Com os dados atualizados, o cliente evita constrangimentos e ainda passa a ter acesso aos serviços disponíveis no site da Energisa (www.energisa.com.br), no aplicativo para smartphone Energisa On e redes sociais (Facebook e Twitter). “Por meio desses canais os clientes têm acesso aos principais serviços que hoje estão disponíveis nas agências presenciais. Mais de 80% dos serviços oferecidos na agência, também podem ser utilizados por meio dos canais digitais, no conforto da sua casa, ou de qualquer outro lugar que o cliente esteja”, completa Hermann Clay de Almeida, coordenador de Canais Digitais do Grupo Energisa.

Outra vantagem em manter o cadastro atualizado, é que o cliente pode utilizar a conta de energia elétrica como comprovante de residência. Além disso, todos os outros serviços oferecidos pela Energisa só podem ser realizados quando solicitados pelo titular da conta de energia elétrica ou representante legal. “Com dados de contato do cliente, podemos enviar para ele diversas informações sobre o seu contrato com a empresa, como algum impedimento de leitura, agendamento de algum serviço solicitado por ele, ou até mesmo sobre alguma manutenção na rede na região onde o cliente está”, destaca Hermann Clay de Almeida.

Como atualizar os dados cadastrais

Para atualizar os dados, o cliente que já é titular da conta pode entrar no site (www.energisa.com.br) com login e senha, atualizar o seu cadastro e clicar em salvar. A atualização também pode ser feita por meio das redes sociais Facebook e Twitter da Energisa. Basta o cliente entrar pelo chat com um dos nossos atendentes, disponíveis de 6h às 00h (meia-noite), de segunda a domingo, informar os dados e o atendente fará a atualização. No Energisa On, o cliente pode tirar uma foto dos documentos e enviar pelo próprio aplicativo que a atualização será realizada. Outra opção, é ligar no 0800 70 10 326, e atualizar os dados pelo Call Center com um de nossos atendentes.

Titularidade

Quando há a mudança de imóvel também é preciso ficar atento à titularidade da conta. “Quando mudamos de imóvel é importante atualizar o cadastro e fazer a mudança de titularidade, pois mantendo a conta de luz no nome de outra pessoa, o novo proprietário ou inquilino assume o risco de ter o fornecimento de energia elétrica suspenso, caso o titular faça a solicitação de suspenção do serviço à distribuidora”, alerta Hermann.

Canais de atendimento ao cliente:

  • Aplicativo para celular Energisa On (disponível para iOS, Android e Windows Phone)
  • www.energisa.com.br
  • www.facebook.com/energisa
  • Agências de atendimento presencial
  • Call center – 0800 70 10 326
  • Ouvidoria – 0800 70 10 324
Continue lendo
Plenitude
Silvana lopes
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas