Ex-aluno da FEMA e hoje professor de Matemática fala das perspectivas profissionais na área

Segundo Rafael a importância que a FEMA teve em sua formação como professor de matemática é imensurável

Paula e professor Rafael durante a formatura de Matemática – turma de 2010 na FEMA.

Ex-alunos da Fundação Educacional do Município de Assis – FEMA garantem que atualmente existem grandes oportunidades no mercado de trabalho para os profissionais da área. Este é o caso do ex-aluno Rafael Falco Pereira que concluiu o curso de Licenciatura em Matemática na FEMA.

Segundo Rafael a importância que a FEMA teve em sua formação como professor de matemática é imensurável, pois para ele foi na Fundação que o mesmo cresceu como aluno e posteriormente a conclusão do curso, amadureceu profissionalmente. “Tive o privilégio de conviver com professores deste curso que me ensinaram uma matemática que ultrapassa as fórmulas, os teoremas e as “decorebas”, mas também me prepararam para a vida e para exercer essa profissão com dignidade e sabedoria”, disse Rafael.

Ele ainda contou que na graduação atuou como professor de matemática e física em importantes projetos, tais como o cursinho preparatório para vestibular, desenvolvido em parceira com a Unesp-Assis, no qual atuou também como coordenador  e, em colégios particulares renomados da cidade. “Na FEMA, atuei como monitor de algumas disciplinas no curso de matemática e também em outros cursos. Também oferecia sob a supervisão de docentes da instituição minicursos que tinham por finalidade resgatar conceitos de matemática e física para os alunos dos anos iniciais dos cursos de graduação em exatas” fala o ex-aluno. Segundo Falco todas as experiências e oportunidades que teve na faculdade contribuíram para que, assim que formado, muitas portas se abrissem e tantas outras oportunidades surgissem, motivando-o ainda mais.

Após sua graduação, Rafael lecionou em cursos superiores na própria FEMA, e foram muitas as propostas de escolas e cursinhos particulares. “A procura por aulas particulares foi tão grande que na maioria das vezes fui obrigado a recusar pela falta de tempo. Tenho que ressaltar também que sempre fui aprovado e bem classificado em todos os concursos públicos que prestei para atuar como professor da educação básica da rede pública. Inclusive, atualmente sou servidor do Instituto Federal de São Paulo e trabalho no campus Piracicaba” afirmou Falco.

Para ele, o mercado de trabalho oferece um leque de oportunidades, algumas muito bem remuneradas, para o licenciadoem matemática. Afalta de profissionais nessa área contribui ainda mais na valorização e no preço que é dado ao trabalho. “Não é à toa que o próprio governo tem incentivado as pessoas a buscarem formação nessa área. E aqueles que já têm formação superior recebem também muitos incentivos para continuarem seus estudos. Por buscar minha realização pessoal e, principalmente, profissional, conclui meu curso de pós-graduação e atualmente sou aluno do curso de mestrado em Matemática na UNESP de Rio Claro. Ser professor para mim é um ofício que me torna cada dia mais completo. Falar da docência é falar das várias profissões que transpõem e se sobrepõem a esta. O segredo está em meus alunos, na minha sala de aula, na minha alegria de ensinar, é uma realização que vem da alma e que não se pode explicar”, finaliza Rafael.

A FEMA oferece dentre seus nove cursos o de licenciatura de Matemática, que tem se atualizado constantemente, no sentido de apresentar diferenciais que contribuam com um perfil profissional, cada vez mais de acordo com as exigências de mercado.

Entre elas, destacamos o Laboratório de Ensino de Matemática (LEM), utilizado para as aulas de diversas disciplinas, bem como para a realização de atividades envolvendo o público externo; o Projeto de Iniciação Científica (PIC), que proporciona ao licenciando, uma experiência importante, no âmbito das pesquisas educacionais e / ou na investigação e exploração de temas mais abrangentes, direcionados a Matemática Pura ou Aplicada. A participação em projetos de PIC; foi considerado destaque em procedimentos de ingresso em programas de mestrado e/ou doutorado, realizado com sucesso por vários ex-alunos da FEMA, tanto que atualmente, alguns deles, atuam como docentes em Instituições de Ensino Superior, tais como os atuais, Institutos Federais Tecnológicos. Os alunos podem também contar com o programa de intercambio: Ciência sem Fronteiras, que permite que o participante estude Matemática, como bolsista por até um ano, nas melhores universidades do mundo.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA