CEE concede autorização prévia para curso de Tecnologia em Fotografia

Com a autorização do curso de Fotografia, a Fema passará a contar com dez cursos de graduação, ampliando as oportunidades na área de comunicação

Na quarta-feira, 06, a Fundação Educacional do Município de Assis – Fema recebeu a notícia que a solicitação para a implantação do curso superior de Tecnologia em Fotografia realizada no segundo semestre de 2012 já obteve a autorização prévia do Conselho Estadual de Educação – CEE.

Segundo o diretor Prof. Ms. Eduardo o curso terá a duração de dois anos e meio (Foto: Assessoria)

O diretor da Fema, Prof. Ms. Eduardo Augusto Vella Gonçalves informou que está autorização prévia certifica que a instituição teve toda a parte documental e pedagógica, que inclui a grade, emendas e bibliografia do curso aprovadas, estando de acordo com as exigências necessárias para o seu funcionamento.

O próximo passo segundo o Diretor será a visita in loco dos especialistas do Conselho Estadual de Educação que deverão avaliar o laboratório e a biblioteca da Fema.

O Prof. Ms Eduardo Vella explica que no final do ano de 2012 alguns investimentos já foram realizados no laboratório de fotografia, como a compra de novos equipamentos; e que em março deste ano novos investimentos serão realizados com aquisições de mais equipamentos e de livros para o acervo da Biblioteca. Segundo o Diretor a expectativa é que até junho deste ano o processo de autorização do curso esteja finalizado.

A solicitação do curso superior de Tecnologia em Fotografia foi realizada considerando que a Fundação, em função dos cursos já existentes na área de comunicação, dispõe de uma estrutura técnica. Também existe a expectativa que o curso atraia um grande número de interessados, considerando que é um curso superior de curta duração e específico.

Atualmente a fotografia é uma tendência, a expansão do universo midiático requer cada vez mais fotógrafos com sólidos conhecimentos das técnicas de imagem. Em Assis e em toda região existe um grande interesse pelo assunto, mas também existe uma completa carência de formação superior nesta área. Também devem se interessar pelo curso de Fotografia ex-alunos e profissionais formados em outras áreas da comunicação, como publicitários, jornalistas, relações públicas que já atuam na área e que, visto a curta duração do curso, certamente desejarão complementar seus conhecimentos.

O curso de Tecnologia em Fotografia, mesmo sendo superior tem um conteúdo bem específico o que o torna mais atrativo. No curso os alunos terão as disciplinas: Noções de Fotografia; Fotografia de Retrato; História da Arte e da Fotografia; Edição e Tratamento de Imagens; Fotografia Macro e Still; Fotografia de Eventos; Ética e Legislação da Imagem; Fundamentos e Técnicas de Iluminação; Fotografia de Moda e Beleza; Fotografia de Produtos; Empreendedorismo; Fotografia Publicitária; Administração e Marketing; Fotojornalismo; Produção Visual Fotográfica; Atividades Complementares; Libras – Linguagem Brasileira de Sinais (optativa).

O curso de Tecnologia em Fotografia da Fema contará com 80 vagas, 40 no período diurno e 40 no período noturno, com duração de dois anos e meio e carga horária de 1.920horas.

Atualmente a Fema tem em andamento no CEE quatro processos de autorização para cursos superiores, são eles: Bacharelado em Ciências Contábeis, de Tecnologia em Alimentos, em Gestão Pública e o citado nesta matéria de Tecnologia em Fotografia.

Segundo o Prof. Me Eduardo Vella a Fema tem se empenhado no desenvolvimento de novos cursos de graduação e pós-graduação que possam fortalecer as opções de formação e especialização acadêmica na região. Oferecendo cada vez mais cursos e melhores condições de formação superior. Recentemente a Fema recebeu a autorização para a implantação da pós-graduação em Química Ambiental que já está com inscrições abertas para formação de turma. Ainda segundo o Diretor, a autorização do CEE é uma prova de que o Conselho tem reconhecido a qualidade e seriedade de ensino da Fema.

Com a autorização do curso de Fotografia, a Fema passará a contar com dez cursos de graduação, ampliando as oportunidades na área de comunicação e de formação profissional que beneficiam não só a comunidade estudantil local, mas também regional e nacional.

#MAIS LIDAS DA SEMANA